Estudo indica que número de usuários de criptomoedas dobrou em 2018, apesar da queda no mercado.

O Bitcoin ficou praticamente estável em US$ 3.432,10 no Índice do CoinMarketCap.

0 385

As criptomoedas caíram um pouco nessa quinta-feira, quando um relatório da Universidade de Cambridge descobriu que o número de usuários de criptomoedas quase dobrou este ano.

Usuários em Alta.

As moedas digitais caíram drasticamente nas últimas semanas, e os investidores se preocupam com o aumento da fiscalização regulatória e da volatilidade.

As criptomoedas operavam em baixa de forma geral, com o valor total de capitalização de mercado total caindo para US$ 109 bilhões no momento de redação desta matéria, em comparação com US$ 110 bilhões na terça-feira. O Ethereum ou Éter, caia 0,7% para US$ 90,08, e o Litecoin ficava em US$ 23,85, queda de 1,1%, enquanto o XRP subia 0,15% para US$ 0,30385.

Mesmo assim, a volatilidade do mercado de moedas digitais não foi suficiente para dissuadir os investidores, segundo um estudo recente do Cambridge Center for Alternative Finance. O número de usuários quase dobrou em 2018, de 18 milhões para 35 milhões, segundo o relatório. Ainda assim, os usuários permanecem passivos, afirmou o estudo.

 

Criptos e branqueamento de capitais.

“A indústria está se tornando mais fluída, já que as linhas entre bolsas e carteiras estão cada vez mais ‘borradas’ e uma infinidade de criptomoedas, não apenas Bitcoin, são agora apoiadas por um ecossistema crescente, cumprindo uma série de funções”, Bryan Zhang, diretor executivo do centro escreveu em um comunicado.

Os prestadores de serviços de criptomoedas na Holanda serão obrigados a solicitar uma licença e terão que aderir às regras de conhecer seus clientes, informou o site de mídia holandês De Telegraaf.

A política visa impedir o uso de tokens digitais no branqueamento de capitais ou financiamento do terrorismo. O banco não especificou nenhum cronograma para a implementação.

Resultado de imagem para atar band

Casos de uso de Bitcoin tem crescido.

Muitas startups têm ajudado na adoção do Bitcoin e outras criptomoedas, no Brasil, Fortaleza – CE, ganhou seu primeiro caixa eletrônico para a compra e venda de Bitcoins. Com o equipamento, os usuários podem investir em criptomoedas, como também vender seu saldo em ativos digitais. Isso permitirá que o uso do Bitcoin (BTC) e de outros tokens seja mais prático na capital cearense, já que é possível vender criptomoedas e receber em reais no caixa eletrônico.

Algumas criptomoedas como a SmartCash, tem algumas parceirias com startups como Kamoney, que você pode pagar boletos com criptomoedas; também tem parceira com a Hug Pay, onde você pode sacar dinheiro nas casas lotéricas; e por fim sua parceiria com Wearatar, com a pulseira AtarBand, onde você pode fazer pagamento em maquininhas de cartões com o sistema NFC.

Fonte moneytimes

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: