ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Usando as Leis de Potência para prever quando o preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão

Bitcoin Bullrun.jpg

Compartilhe:

A seguir está uma postagem convidada de Rajagopal Menon, vice-presidente da WazirX.

Venha o mercado altista, venham os modelos para prever o preço do Bitcoin. No último mercado altista de 2021, o modelo Stock-to-Flow (S2F) foi a moda da temporada. Este modelo, criado pelo Plano B, avaliou a escassez de ativos comparando o stock com a produção anual. Aplicado ao Bitcoin, o modelo S2F enfatizou seu potencial de “ouro digital” e forneceu previsões de preços de longo prazo baseadas na escassez. No entanto, o modelo S2F desapareceu no inverno criptográfico de 2022.

Mas não tema, na atual corrida de touros, há um novo modelo na cidade – o Power Law Model, que afirma prever o preço do Bitcoin com notável precisão.

Compreendendo as leis de potência

Num mundo aparentemente cheio de caos e aleatoriedade, os cientistas descobriram padrões e relações ocultas conhecidas como leis de poder. Estas leis fornecem uma estrutura para a compreensão de como diferentes fenómenos interagem, revelando padrões matemáticos consistentes que governam vários aspectos do nosso universo.

Leis de Poder na Vida Cotidiana

As leis de potência são relações matemáticas fascinantes que aparecem em vários fenômenos, oferecendo insights sobre a simplicidade subjacente de sistemas complexos. Eles descrevem como duas quantidades se relacionam entre si, com uma mudança em uma quantidade levando a uma mudança proporcional na outra. Essa relação abrange diferentes escalas, do microcósmico ao cósmico, influenciando a biologia, a sociedade, a tecnologia e os fenômenos naturais.

Os limites de tamanho dos animais

A lei do cubo quadrado de Galileu é um exemplo clássico de lei de potência na natureza, explicando como o tamanho de um animal afeta sua força. À medida que os animais crescem, o seu volume e peso aumentam muito mais rapidamente do que a sua força. Esta lei estabelece limites naturais, explicando porque é que os animais maiores têm ossos mais grossos e porque é que os animais maiores são encontrados em ambientes aquáticos onde a flutuabilidade compensa o peso.

Taxas metabólicas

A pesquisa de Max Kleber sobre taxas metabólicas demonstra ainda mais a aplicabilidade das leis de potência. Revela que a taxa metabólica de um organismo aumenta para ¾ da potência da sua massa, indicando que animais maiores são mais eficientes em termos energéticos. Este princípio tem um impacto significativo na compreensão dos ciclos de vida, taxas de crescimento e sustentabilidade das espécies.

Fenômenos Naturais e Atividades Humanas

As leis de potência governam diversos fenômenos, desde a distribuição das magnitudes dos terremotos até a frequência das palavras em um idioma. Eles explicam por que observamos um pequeno número de eventos significativos ao lado de numerosos casos menores. Por exemplo, a lei de Zipf descreve a frequência das palavras nas línguas, destacando a ocorrência desproporcional de palavras comuns em comparação com as menos frequentes.

Além dos fenômenos naturais

As leis de potência se estendem às atividades humanas como economia, finanças e tecnologia. Eles elucidam a distribuição da riqueza, onde alguns indivíduos possuem uma parcela significativa da riqueza. Na tecnologia, as leis de potência descrevem como o conteúdo interage na Internet, com alguns nós altamente populares e muitos menos populares formando uma distribuição de cauda longa.

Lei de Potência do Bitcoin

O astrofísico Giovanni Santasi descobriu essa conexão. Ele diz que 15 anos de dados mostram que o Bitcoin também segue um princípio de lei de potência. Santostasi compartilhou pela primeira vez o modelo de lei de potência no subreddit r/Bitcoin em 2018. No entanto, ele testemunhou um ressurgimento em janeiro, depois que o YouTuber financeiro Andrei Jeikh o mencionou a seus 2,3 milhões de assinantes em um vídeo.

A teoria de Giovanni diz que o preço do Bitcoin não é tão aleatório quanto parece. Há aleatoriedade nisso, mas no longo prazo, o preço do Bitcoin segue um modelo matemático específico. Não é apenas uma fórmula matemática na qual um cara traçou uma linha; em vez disso, segue uma lei de potência como as observadas em todo o universo.

Leis de poder do Bitcoin

A linha amarela representa o preço atual e a linha vermelha representa a linha de suporte, o nível do Bitcoin geralmente nunca cai abaixo. A linha verde é a linha de regressão linear, que é como o preço do valor justo, para onde o Bitcoin eventualmente retornará, e a linha roxa é a linha de resistência em que o Bitcoin normalmente atinge o máximo.

Prevendo o futuro do Bitcoin

O Power Law Model de Santostasi traça a trajetória de preços do Bitcoin com notável precisão. Ele apresenta um gráfico que mostra o preço atual do Bitcoin, uma linha de suporte indicando o nível que o Bitcoin normalmente não cai abaixo, uma linha de regressão linear representando um preço de valor justo e uma linha de resistência marcando o nível que o Bitcoin normalmente atinge antes de uma recessão.

Este modelo ressalta o crescimento notavelmente linear do Bitcoin, particularmente evidente quando os valores discrepantes são removidos. Apesar das flutuações ocasionais, a trajetória geral do Bitcoin segue um padrão discernível que lembra outros fenômenos governados por leis de potência.

Implicações para investidores

O Power Law Model oferece insights intrigantes sobre os potenciais picos futuros do Bitcoin. A análise de Santostasi sugere que o Bitcoin poderia atingir um pico de US$ 210.000 em janeiro de 2026, seguido por um declínio subsequente para cerca de US$ 60.000. Ele prossegue prevendo que o Bitcoin valerá US$ 1 milhão em julho de 2033. Embora os modelos matemáticos forneçam informações valiosas, eles não estão imunes a erros e podem não levar em conta eventos imprevistos que podem impactar significativamente os preços.

“Todos os modelos estão quebrados, mas alguns são úteis” significa que, embora os modelos possam não ser perfeitos, eles ainda podem fornecer informações valiosas. Modelos, como o modelo da lei de potência ou o modelo stock-to-flow para prever o preço do Bitcoin, têm suas falhas e limitações. Por exemplo, Julio Marino da Crypto Quant apontou problemas com o modelo da lei de potência, como subestimar erros e dar uma impressão enganosa de precisão.

Curiosamente, tanto a lei de potência como os modelos stock-to-flow enfrentaram críticas semelhantes. Apesar de suas falhas, eles historicamente fizeram quase as mesmas previsões para o preço do Bitcoin. No entanto, com o tempo, podem divergir nas suas previsões.

Surge a questão: se estes modelos estão corretos, porquê preocupar-se com estratégias de investimento tradicionais como a carteira 60/40? Alguns argumentam que novos modelos que explicam o comportamento do Bitcoin poderiam oferecer melhores retornos.

Embora alguns possam pensar que estes modelos são inúteis, outros, como a pessoa que fala, acreditam que ainda têm valor. A escassez, impulsionada pela oferta fixa do Bitcoin, desempenha um papel na valorização do seu preço. Além disso, fatores como o crescimento do M2 também influenciam o preço do Bitcoin.

Embora os modelos possam fornecer informações úteis, eles não podem prever o futuro. Mesmo que os modelos apresentem falhas, a trajetória do Bitcoin parece ascendente. Assim, embora seja essencial considerar estes modelos, também é essencial reconhecer as suas limitações.

Fonte

Leave a Comment