ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Unidades de saúde no RS alagam e pacientes são resgatados pelos bombeiros

Ma Mulher Identificada Como Susane Martins Da Silva Foi Presa Na Quarta Feira 2405 No Bairro De Acari Na Zona Norte Do Rio De Janeiro. Ela E Suspeita De Envenenar Uma Outra Mulher Por Ciumes. De A 1.jpg

Compartilhe:

O Hospital Santa Luzia, de Capão da Canoa, no litoral norte do Rio Grande do Sul, cancelou os atendimentos, provisoriamente, devido a um alagamento causado pela passagem do ciclone extratropical na noite desta quinta-feira, 15. O mesmo problema afetou atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Sapiranga, no Vale dos Sinos, onde pacientes tiveram de ser removidos com ajuda dos bombeiros.

No Hospital Santa Luzia, a direção da instituição divulgou uma nota informando que o tomógrafo, muito utilizado em atendimento de casos na emergência, precisou estar desligado. Procedimentos eletivos também foram cancelados.

“Pensando na segurança dos pacientes e desde já agradecendo a compreensão da população, a direção pede que outros serviços de saúde da rede municipal sejam procurados nesta manhã de sexta-feira (16). A previsão é de que o atendimento volte ao normal à tarde. A direção informa ainda que nenhum paciente em atendimento no hospital precisou ser remanejado’”, diz a nota.

Com mais de 90% dos atendimentos realizados pelo SUS, a instituição hospitalar atende também pacientes conveniados e particulares.

Durante uma madrugada desta sexta-feira, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Sapiranga, no Vale dos Sinos, foi completamente inundada, não gerando resgate de quatro pacientes pelo Corpo de Bombeiros, que utilizaram barcos para retirar os pacientes.

Após o resgate, quatro internados foram vigiados no Hospital de Sapiranga, enquanto outros oito receberam alta. Até o momento o número de desabrigados na cidade chega a 60, que estão temporariamente abrigados em um salão paroquial. No período da tarde, está prevista a transferência dessas pessoas para o Ginásio Municipal da cidade, onde estou esperando abrigo e assistência.

O ciclone extratropical que se formou na madrugada desta sexta-feira, 16, na região nordeste do Rio Grande do Sul causa fortes chuvas, ventanias e alagamentos no litoral norte do Estado, região metropolitana e Serra Gaúcha.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul já havia alertado na quinta-feira para chuvas intensas e volumosas com risco de enxurrada nas regiões, com possibilidade de enchente nos rios Caí e Sinos, no nordeste do Estado. Segundo o governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), uma pessoa morreu, duas estão desaparecidas e 625 foram resgatadas até o momento. Mais chuva é esperada até a tarde.

Fonte

Deixe um comentário