É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Tudo o que há para saber sobre o aumento de 41% nos ‘tokens de fraude’ criptográficos em 2022

scam-1000x600.jpg

Compartilhe:

  • O ano de 2022 viu a formação de mais de 350 tokens de fraude de criptografia criados por dia
  • BNB Chain testemunhou o maior número de tokens fraudulentos

De acordo com um puxador de tapete de 2022 relatório publicado pela Solidus Labs, uma empresa de monitoramento de risco de blockchain, 2022 registrou uma média de 350 tokens de fraude criptográfica criados por dia, defraudando milhões de investidores.

Desde o início do ano até 1º de dezembro de 2022, 117.629 tokens fraudulentos foram implantados. Por outro lado, apenas 83.400 tokens fraudulentos foram implantados em 2021. Portanto, houve um aumento de 41% nesses tokens este ano.

Fonte: Solidus Labs

o Cadeia BNB teve o maior número de tokens fraudulentos, com 12% de seu nativo BEP-20 tokens sendo fraudulentos. o Ethereum rede foi a próxima na lista, com 8% de sua rede nativa ERC-20 tokens sendo fraudulentos.

Mais de dois milhões de investidores foram vítimas de um golpe de criptografia ou outro

Desde setembro de 2020, esses golpes fraudaram aproximadamente dois milhões de investidores. Isso foi muito mais do que os 1,8 milhão de usuários afetados por exchanges de criptomoedas falidas e plataformas de empréstimo, como FTX, Celsius ou Voyager.

Fonte: Solidus Labs

Um honeypot é o tipo mais comum de token fraudulento. Envolve um contrato inteligente de token que não permite que os compradores revendam. Segundo o relatório, o honeypot mais comum em 2022 foi o de US$ 3,3 milhões jogo de lula [SQUID] golpe de token.

No golpe SQUID, os investidores compraram tokens devido ao aumento do hype, mas não conseguiram vender. Assim, resultando em fundadores anônimos aparentemente fugindo com fundos de investidores. Esse tipo de golpe também é conhecido como puxão de tapete.

Rug pulls também afetam as trocas centralizadas, já que muitos desenvolvedores por trás desses tokens maliciosos usam o último para financiar seus projetos fraudulentos e sacar os ganhos ilícitos.

De acordo com o relatório, cerca de US$ 11 bilhões em Éter [ETH] roubados de tokens fraudulentos passaram por 153 CEXs desde setembro de 2020. Além disso, a maioria das trocas foi supervisionada pelos reguladores dos EUA.

No período analisado, quase US$ 4 bilhões fluiram para os CEXs dos EUA, o que foi quase o dobro da segunda jurisdição CEX mais exposta, as Bahamas.

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *