Start Cripto: Maior evento do Norte-Nordeste sobre criptoeconomia faz sucesso em Salvador

0 157

No último sábado (27) aconteceu a primeira edição do Start Cripto, iniciativa que visa disseminar conhecimento sobre criptoativos no norte-nordeste do Brasil. O evento contou com a presença de grandes nomes da comunidade nacional e o apoio da exchange global CoinEx, que possui mais de 2 milhões de clientes ao redor do mundo.

A economia digital, centrada no Bitcoin, nas criptomoedas e ativos digitais, vem se popularizando, em ritmo acelerado, no Brasil e no mundo, especialmente no último ano, com a ascensão de jogos play-to-earn e moedas que ganharam fama nas mídias sociais.

Com isso, mais pessoas mergulharam no mercado, fortalecendo novas categorias, como NFT’s e protocolos DeFi, e impulsionando a adoção no setor de criptoativos. Contudo, para tantas novidades também é preciso fontes seguras e bem estruturadas que combatam a desinformação nessa indústria que não para de crescer.

Diante deste cenário, projetos como o Start Cripto 2021, que se dedica a promover educação sobre a criptoeconomia, são uma ajuda social, principalmente, para orientar e fornecer maior segurança ao público, possibilitando a criação de uma rede mais confiável e próxima para investidores, e oferecendo uma base consistente sobre o assunto.

Evento fomenta o conhecimento sobre cripto no Brasil

Sediado no centro de convenções de Salvador, capital do estado baiano, o Start Cripto 2021 teve como objetivo principal educar o público, de maneira séria, sobre o universo dos criptoativos e tecnologias correlacionadas, além de fomentar o ecossistema de blockchain no norte-nordeste brasileiro.

Através de diversas palestras, o evento foi uma oportunidade singular de adquirir informação de qualidade, e trouxe a possibilidade de aproximar aqueles que ainda são aspirantes ou estão iniciando no criptomercado, além de aprofundar a base dos investidores mais experientes, ao promover uma cadeia de conhecimento de forma totalmente democrática e acessível, assim como são as criptomoedas.

Entre os temas abordados, estavam a 4ª revolução industrial; criptomoedas x Estado; a declaração de criptoativos no Imposto de Renda; a tokenização de ativos e comodities; o impacto da tokenização no setor turístico e NFTs; o que são smart contracts e DeFi; e modelos de negócio na criptoeconomia.

Para falar sobre esses assuntos, foram chamadas personalidades bem conhecidas na comunidade brasileira, como: Rodrix Digital (Youtuber do canal Dash Dinheiro Digital), Anthonyoni Tavares (investidor e trader), Tássio Gil (cofundador da Cacau Digital), Ana Paula Rabello (escritora do livro “Como declarar bitcoin e outras criptomoedas no Imposto de Renda”), Jerffeson Teixeira de Souza (sócio-fundador da Blockchain One), Fausto Botelho (CEO e sócio fundador da Enfoque.com.br), Emilia Campos (advogada de direito empresarial), Solange Gueiros (desenvolvedora Blockchain e ganhadora de prêmios nos hackathons de New York, Berlim e Denve) e Análio Rodrigues (cofundador da UniWeeks).

Apoio do governo da Bahia

O Start Cripto 2021 teve patrocinadores de peso, entre eles, a Secretaria de Turismo do Governo do Estado da Bahia (Setur-BA) — cujo titular, Maurício Bacelar, fez questão de marcar presença —, e a corretora CoinEx, parte do grupo ViaBTC, um dos maiores pools de mineração de Bitcoin do mundo.

Aliás, vale notar que a exchange tem demonstrado forte empenho em aprofundar suas operações no Brasil e a iniciativa demonstra seu compromisso com a educação no setor. Ao se aliar à causa, a CoinEx reconhece a importância de semear o conhecimento e afirmar o valor da economia digital e seu volume crescente, principalmente em mercados emergentes, como o brasileiro.

Sucesso já na 1ª edição

Embora essa tenha sido apenas a primeira edição do Start Cripto, o evento contou com mais de 300 participantes, que formaram um público relativamente variado, entre profissionais do mercado de investimento, traders, pesquisadores, estudantes e interessados.

A convenção foi organizada por David da Silva Costa, empresário e entusiasta cripto, e coordenada pelo professor e mestre em redes de computadores, Jauberth Abijaude.

De acordo com os organizadores, o intuito é que se torne um encontro anual e possa sempre contribuir como um ambiente de suporte, discussão, compartilhamento sobre tendências, transparência no mercado e distribuição de informação na comunidade de criptomoedas.

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: