ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

S&P 500 e Setores: ROIC cai no 1T23

1687381756 0x0.jpg

Compartilhe:

O retorno de doze meses (TTM) sobre o capital investido (ROIC) para o S&P 500 caiu em relação ao trimestre anterior (QoQ) no 1T23. Nos últimos trimestres, estou vendo uma tendência clara de que o ROIC atingiu o máximo. Após uma pequena alta, a pequena queda neste trimestre sugere que a parte corporativa da economia está desacelerando pelo menos um pouco. Mais importante, os dados sugerem que o ROIC não aumentará significativamente dos níveis atuais no futuro previsível.

Apenas quatro dos onze setores do S&P 500 tiveram um aumento QoQ no ROIC no 1T23. A queda no ROIC vem de uma deterioração nas margens de lucro operacional líquido após impostos (NOPAT), enquanto os giros de capital investido permaneceram estáveis.

No nível do setor, com certeza há sinais mistos. Alguns setores estão vendo o ROIC subir, enquanto outros o veem diminuindo – e em graus variados.

Este relatório é uma versão resumida do S&P 500 & Sectors: ROIC Falls In 1T23, um dos meus relatórios trimestrais sobre tendências fundamentais do mercado e do setor.

Este relatório é baseado nos últimos dados financeiros auditados disponíveis, que é o 1T23 10-Q na maioria dos casos. Os dados de preços são de 15/05/23. Calculado usando a metodologia do SPGI, que soma os valores constituintes individuais do S&P 500 para NOPAT e capital investido. Consulte o Apêndice para obter mais detalhes sobre este método “Agregado”.

S&P 500 ROIC cai no 1T23

A Figura 1 mostra que o ROIC do S&P 500 caiu de 9,9% no 4T22 para 9,8% no 1T23. A margem NOPAT do S&P 500 caiu de 12,6% no 4T22 para 12,3% no 1T23, enquanto o giro de capital investido permaneceu estável em 0,79 no 1T23. Observe que 9,9% é inferior aos 10,2% relatados para o mesmo período no relatório do último trimestre porque os 9,9% mais recentes capturam mais empresas, especificamente as empresas que apresentaram 10-Ks ou 10-Qs após a data limite “a partir de” para o último relatório.

Principais observações:

Eu observei anteriormente que o retorno “recorde” sobre o capital investido do 2T22 era uma miragem e que a tendência de alta no ROIC poderia ser revertida em breve. Essa reversão chegou, pois as margens e o ROIC caíram em relação aos recordes. As empresas continuam observando que as margens serão pressionadas em 2023, o que pode reduzir ainda mais o ROIC.

O WACC para o S&P 500 aumentou trimestralmente por oito trimestres consecutivos e pode continuar subindo à medida que o Federal Reserve aumentou as taxas após o final do 1T23. O aumento do custo de capital ameaça a confiança dos investidores na viabilidade de muitas empresas mais fracas, várias das quais destaquei em meus relatórios Zombie Stocks.

Sob a superfície, o desempenho por setor está em todo o mapa. Conforme a Figura 2, alguns setores viram o ROIC subir enquanto outros o viram cair. Indo mais fundo e olhando para os drivers de ROIC, margens NOPAT e retornos de capital investido, vejo resultados totalmente diferentes em diferentes setores.

Essa variação sinaliza muita rotatividade no nível da empresa, o que espero eliminará muitas empresas mais fracas ao longo do restante de 2023.

Detalhes importantes sobre setores selecionados do S&P 500

Seis setores tiveram uma queda trimestral (QoQ) no ROIC.

O setor Industrial teve o melhor desempenho no primeiro trimestre de 2023, conforme medido pela variação do ROIC, com seu ROIC subindo 27 pontos base em relação ao 4T22.

O maior perdedor no quarto trimestre foi o setor de Tecnologia (o que também aconteceu no terceiro e quarto trimestre de 2022), que estava entre os maiores vencedores do mercado da era COVID. O ROIC do setor de Tecnologia caiu 98 pontos base QoQ no 1T23.

Abaixo, destaco o setor Industrial, que teve a maior melhora no ROIC no 1T23.

Exemplo de análise do setor: industriais

A Figura 1 mostra que o ROIC do setor Industrial passou de 8,3% no 4T22 para 8,5% no 1T23. A margem NOPAT do setor Industrial passou de 10,6% no 4T22 para 10,8% no 1T23, enquanto o giro do capital investido passou de 0,78 no 4T22 para 0,79 no 1T23.

Figura 1: ROIC Industrial x WACC: dezembro de 2004 – 15/05/23

O período de medição de 15 de maio de 2023 usa dados de preços a partir dessa data para o cálculo do WACC e incorpora os dados financeiros do 1T23 10-Qs para ROIC, pois esta é a data mais próxima para a qual todos os 1T-Qs do 1T23 para os constituintes do S&P 500 estavam disponíveis.

A Figura 2 compara as tendências da margem NOPAT e giros de capital investido para o setor Industrial desde 2004. Somo os valores constituintes individuais do setor Industrial para receita, NOPAT e capital investido para calcular essas métricas. Eu chamo essa abordagem de metodologia “Agregada”.

Figura 2: Margem NOPAT Industrial x Turnos IC: Dezembro 2004 – 15/05/23

O período de medição de 15 de maio de 2023 usa dados de preços a partir dessa data para o cálculo do WACC e incorpora os dados financeiros do 1T23 10-Qs para ROIC, pois esta é a data mais próxima para a qual todos os 1T-Qs do 1T23 para os constituintes do S&P 500 estavam disponíveis.

A metodologia agregada fornece uma visão direta de todo o setor, independentemente da capitalização de mercado ou da ponderação do índice. A metodologia corresponde à forma como a S&P Global (SPGI) calcula as métricas para o S&P 500.

Para uma perspectiva adicional, comparo o método Aggregate para ROIC com duas metodologias ponderadas pelo mercado: métricas ponderadas pelo mercado e direcionadores ponderados pelo mercado. Cada método tem seus prós e contras, que estão detalhados no Apêndice.

A Figura 3 compara esses três métodos de cálculo do ROIC do setor Industrial.

Figura 3: Metodologias ROIC Industriais Comparadas: Dezembro 2004 – 15/05/23

O período de medição de 15 de maio de 2023 usa dados de preços a partir dessa data para o cálculo do WACC e incorpora os dados financeiros do 1T23 10-Qs para ROIC, pois esta é a data mais próxima para a qual todos os 1T-Qs do 1T23 para os constituintes do S&P 500 estavam disponíveis.

Divulgação: David Trainer, Kyle Guske II e Italo Mendonça não recebem remuneração para escrever sobre qualquer ação, estilo ou tema específico.

Apêndice: Analisando o ROIC com Diferentes Metodologias de Ponderação

Eu deduzo as métricas acima somando os valores constituintes individuais do S&P 500 para receita, NOPAT e capital investido para calcular as métricas apresentadas. Eu chamo essa abordagem de metodologia “Agregada”.

A metodologia agregada fornece uma visão direta de todo o setor, independentemente da capitalização de mercado ou da ponderação do índice, e corresponde à forma como a S&P Global (SPGI) calcula as métricas para o S&P 500.

Para uma perspectiva adicional, comparo o método Aggregate para ROIC com duas outras metodologias ponderadas pelo mercado:

Métricas ponderadas pelo mercado – calculado ponderando o valor de mercado do ROIC para as empresas individuais em relação ao seu setor ou o S&P 500 geral em cada período. Detalhes:

  1. O peso da empresa é igual ao valor de mercado da empresa dividido pelo valor de mercado do S&P 500/seu setor
  2. Eu multiplico o ROIC de cada empresa pelo seu peso
  3. S&P 500/Sector ROIC é igual à soma dos ROICs ponderados para todas as empresas do S&P 500/cada setor

Drivers ponderados pelo mercado – calculado ponderando o valor de mercado do NOPAT e o capital investido para as empresas individuais de cada setor em cada período. Detalhes:

  1. O peso da empresa é igual ao valor de mercado da empresa dividido pelo valor de mercado do S&P 500/seu setor
  2. Multiplico o NOPAT e o capital investido de cada empresa pelo seu peso
  3. Somo o NOPAT ponderado e o capital investido para cada empresa no S&P 500/cada setor para determinar o NOPAT ponderado e o capital investido ponderado de cada setor
  4. S&P 500/ROIC do setor é igual ao NOPAT ponderado do setor dividido pelo capital investido do setor ponderado

Cada metodologia tem seus prós e contras, conforme descrito abaixo:

método agregado

Prós:

  • Uma visão direta de todo o S&P 500/setor, independentemente do tamanho ou ponderação da empresa.
  • Corresponde a como a S&P Global calcula as métricas para o S&P 500.

Contras:

  • Vulnerável ao impacto de entrada/saída de empresas do grupo de empresas, o que pode afetar indevidamente os valores agregados, apesar do nível de variação das empresas que permanecem no grupo.

Métricas ponderadas pelo mercado método

Prós:

  • Considera o tamanho de uma empresa em relação ao S&P 500/setor geral e pondera suas métricas de acordo.

Contras:

  • Vulnerável ao impacto desproporcional de uma ou poucas empresas, conforme mostra o relatório completo. Esse impacto descomunal tende a ocorrer apenas para proporções em que valores de denominador excepcionalmente pequenos podem criar resultados extremamente altos ou baixos.

Método de direcionadores ponderados pelo mercado

Prós:

  • Considera o tamanho de uma empresa em relação ao S&P 500/setor geral e pondera seu NOPAT e o capital investido de acordo.
  • Atenua o potencial impacto desproporcional de uma ou algumas empresas agregando valores que orientam o índice antes de calcular o índice.

Contras:

  • Pode minimizar o impacto das mudanças período a período em empresas menores, pois seu impacto no NOPAT geral do setor e no capital investido é menor.

Fonte

Deixe um comentário