É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Sobe para 56 o número de mortos após chuvas em PE; 56 seguidos desaparecidos

CHUVAS-PERNAMBUCO.png

Compartilhe:

Subiu para 56 o número de mortos por conta das fortes chuvas que atendem os municípios de Recife e Olinda (EDUCAÇAO FISICA) desde quarta-feira (25). Outras 56 pessoas seguem desaparecidas.

A atualização no número deste domingo de vítimas foi divulgada na tarde pela Central de Operações e do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) de Pernambuco.

A nota oficial ainda informa que há 3.957 desabrigados, sobretudo nos municípios da Região Metropolitana e na Mata Norte.

O grande impacto causado pelas chuvas levou nove municípios a decretar situação de emergência: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São José da Coroa Grande, Moreno, Nazaré da Mata, Macaparana, Cabo de Santo Agostinho e São Vicente Ferrer.

Além das operações de segurança estadual, o Exército e a Marinha estão disponíveis no trabalho com 100 e 20 profissionais, colaboradores, e seis embarcações.

As escalas de sofrimento foram reforçadas também no Instituto Médico Legal (IML) para maior eficiência nas remoções e perícias, além de serviços de assistência social e apoio, mitigando o das famílias das vítimas.

De acordo com informações da Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac), o Distúrbio Ondulatório de Leste – sistema que induziu os grandes volumes de chuva nos últimos dias – se dissipou, mas ainda restam instabilidades no oceano, que ainda podem provocar precipitações neste domingo , de forma media, entre a Zona da Mata e a RMR. A tendência, porém, é a estabilização da atmosfera, com redução gradativa dos volumes de chuva.

Bolsonaro vai a Pernambuco nesta segunda (30)

O Bolsonaro (PL) publicou no Twitter, neste domingo (29), que o presidente vai se deslocar para o Recife na manhã desta segunda-feira (30) para “melhor se inteirar da tragédia”.

“O nosso governo disponibilizou, desde o primeiro momento, todos os seus meios para socorrer aos atingidos, aí incluídos como Forças Armadas”, escreveu Bolsonaro.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *