ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

“Saidinhas” de presos previstos para junho estão mantidas em SP, diz TJ

Presos Em Saidinha 2.png

Compartilhe:

Mesmo com a concessão da “saidinha” de presos pelo Congresso, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) informou em nota que a próxima saída temporária de presos, prevista para 11 de junho, está mantida.

Segundo o Tribunal, isso ocorre porque ainda não houve alteração na portaria do Departamento Estadual de Execução Penal (Deecrim) que define essas regras.

O TJ-SP indica ainda que o deferimento da autorização para a saída temporária é uma “questão jurisdicional”, ou seja, serão decididas pelos juízes do Deecrim que cuidam das execuções de pena em regime semiaberto e que avaliarão caso a caso.

“Não é possível adiantar decisões futuras, porque a concessão dos benefícios segue alguns requisitos que serão selecionados pelos magistrados no momento oportuno, assim como serão analisados ​​os reflexos da alteração legislativa para cada caso”, explicou o Tribunal.

A nota ainda aponta que a saída temporária não é centralizada em um setor do Tribunal, por isso não seria possível indicar o número de detenções beneficiadas.

Na última “saidinha”, no dia 12 de março, porém, a CNN mostrou que 33 mil presos saíram temporariamente dos presídios paulistas.

Os parlamentares aprovaram em maio a lei que proibia a “saidinha” para condenados por crimes hediondos e violentos, como estupro, homicídio e tráfico de drogas.

O presidente Lula havia vetado o trecho que impedia a saída de presos do regime semiaberto, condenados por crimes não violentos, para visitar as famílias. Na terça-feira (28), O Congresso Nacional derrubou os vetos do Executivo.

Publicado por Danilo Moliterno.

Fonte

Leave a Comment