Rodada semanal de Notícias sobre Criptomoedas 21/05/2021

0 193
Com todo o foco no mercado sombrio de criptomoedas, aqui estão outras histórias interessantes que podem não ter chamado sua atenção.

Nervos colabora com o CMBI no Blockchain Fund

Nervos, um ecossistema de blockchain de código aberto, anunciou que está prestes a lançar um fundo de blockchain chamado InNervation. O fundo, do valor de $50 milhões, contaria com o banco CMB International como seu parceiro mais importante. Vale a pena ressaltar que a Nervos ainda está em fase de obras por parte do Force Bridge, cujo lançamento está previsto para antes do final desse trimestre.

O Force Bridge permitiria o suporte cross-chain para Bitcoin, EOS, Tron e Polkadot. Kevin Wang, o cofundador da Nervos, confirmou o próximo lançamento reafirmando ao mesmo tempo o compromisso com o desenvolvimento de ferramentas adequadas para suportar diferentes cadeias. O CMBI é investidor da Nervos desde 2019, quando as duas empresas trabalharam em conjunto para desenvolver dApps customizados para oferecer serviços financeiros.

A instituição bancária utilizou o conhecimento de base comum da Nervos e um protocolo de camada para verificação de identidade, tokenização de ativos e facilitação de pagamentos. O objetivo da Nervos, para os próximos três anos, é financiar start-ups que desejam integrar o blockchain da Nervos. Cada uma das startups começará com investimentos iniciais entre $200.000 e $2 milhões.

Os pagamentos de ransomware em criptomoedas excederam $80 milhões no primeiro trimestre de 2021

Os cibercriminosos ligados à Rússia foram altamente atribuídos ao aumento de crypto-ransomware. As atividades da darknet russa, Hydra, são responsáveis ​​pelo aumento do ransomware. O Relatório de Crimes Crypto da Chainalysis de fevereiro mostrou que as vítimas de ransomware pagaram até $350 milhões no último ano.

Desde então, mais endereços de ransomware foram descobertos, elevando o número real de 2020 para mais de $406 milhões. Os valores médios dos pagamentos de criptomoedas feitos para ransomware têm aumentado constantemente nos últimos anos desde 2018. O relatório do Chainalysis do meio do ano detalhou que no primeiro trimestre de 2021, o valor médio subiu para $54.000 de $20.000 registrados no ano passado. De acordo com o relatório, o valor total dos pagamentos de ransomware em criptomoedas chega a 81 milhões.

O surgimento de novas variantes de ransomware, além dos tipos mais antigos, foi outra causa do aumento do número de ataques. O modelo de ransomware como serviço (RaaS) é o mais comum, com a maioria daqueles que usam o modelo migrando entre as variedades. A análise do blockchain mostra que alguns dos ransomware mais notórios podem ser originados da mesma entidade.

Relatório sugere que a Índia pode formar um novo comitê em matéria de criptomoedas

O governo da Índia poderia formar um comitê para explorar formas de regular a criptomoeda como um ativo digital. O Economic Times informou esta semana que as discussões ainda estão em andamento, mas pode ser um grande passo para uma nova era cripto. O novo painel adotará uma abordagem diferente daquela adotada em 2019, quando o então comitê de criptomoedas recomendou uma proibição geral da criptomoeda.

O Ministério das Finanças afirmou que as recomendações do painel, liderado por Subhash Garg, estavam desatualizadas, e novas opções precisavam ser procuradas. O crescimento da criptomoeda na Índia foi notado pela Ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, que deverá discutir o assunto ainda este mês.

Ela revelou anteriormente que o governo pretendia adotar uma abordagem “calibrada” sobre o assunto. O governo da Índia agendou a Criptomoeda e a Regulamentação da Lei Oficial da Moeda Digital para março, mas adiou para julho, quando o Parlamento se reunirá novamente. Resta saber se as sugestões do projeto de lei correspondem às recomendações de 2019. Dito isso, ainda há esperança de que a regulamentação do governo favoreça a comunidade indiana de criptomoeda.

Banco Nacional do Egito adota tecnologia RippleNet

O Banco Nacional do Egito começou a usar o blockchain RippleNet para facilitar os pagamentos internacionais com a Lulu International Exchange, sediada nos Emirados Árabes Unidos. O Lulu Financial Group está presente em mais de 11 países, com mais de 235 filiais nos Emirados Árabes Unidos, no Conselho de Cooperação do Golfo e nas regiões da Ásia-Pacífico.

O Egito atribui 8,8% de seu PIB às remessas de entrada, de acordo com dados do Banco Mundial. Em 2020, isso se traduziu em um valor estimado de $24 bilhões em dinheiro enviado de volta para casa. Hesham Elsafty da NBE citou a necessidade de adotar uma nova infraestrutura para transferir remessas como uma das principais razões para a mudança. A parceria do NBE com a Ripple visa reduzir custos e aumentar a eficiência geral das transações.

A RippleNet usa a tecnologia blockchain para ajudar seus associados em todo o mundo a aumentar o desempenho e a escala de seus negócios. A RippleNet confirmou que tinha mais de 300 clientes no ano passado, incluindo grandes bancos como o Banco Nacional de Fujairah. Pelo contrário, poucos bancos adotaram o token XRP nativo do Ripple.

Sony registra patente para uma plataforma de apostas

A Sony revelou recentemente uma reivindicação de patente para um serviço de apostas baseado em e-Sports transmitidos ao vivo, onde os usuários fariam apostas usando ativos virtuais e físicos. A Patentscope informa que a patente foi registrada em 2019, mas a Sony não a anunciou até este mês.  No sistema de apostas sugerido, os streamers de e-Sports assistirão simultaneamente ao jogo e apostarão nos possíveis resultados.

Aprendizado de máquina seria incorporado para determinar as chances do jogo com base em vários fatores. A patente, no entanto, não é específica do Sony PlayStation, pois também fazia referência a outros fabricantes de consoles de jogos como a Nintendo.

Tendo comprado recentemente Evo, a Sony pode estar procurando uma parceria com a reivindicação de patente com sua propriedade do Evo, o maior jogo de luta em torneios. Isso se soma à lista de numerosas alegações de patentes que a empresa de jogos tem apresentado. A Sony já tentou anteriormente a patente de um sistema capaz de emparelhar jogadores em dificuldades com especialistas e outra patente para a capacidade de adicionar troféus a jogos mais antigos e emulados.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Credit: Fonte

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: