ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

RJ: envolvidos em perseguição com 4 mortos eram investigados pela polícia de MG

Centro Op Rio Perseguicao E1716464946322.jpg

Compartilhe:

A Polícia Civil do Rio de Janeiro acordou os dois ocupantes do veículo envolvido em uma perseguição policial ocorrida na madrugada desta quarta-feira (22), no Rio de Janeiro. A fuga aconteceu por mais de 20 quilômetros e terminou com o capotamento da viatura e do carro dos suspeitos. No acidente, quatro pessoas morreram, inclusive os dois policiais militares que atuaram na ocorrência.

Os suspeitos foram chamados Thiago Henrique Medeiro Figueiredo e Diego Ferreira Amaral. De acordo com a polícia, ambos são investigados por homicídio e tráfico de drogas no estado de Minas Gerais.

Thiago possuía um mandado de prisão pendente. Com ele, foi encontrado um documento de identidade falso, em nome de outra pessoa.

A polícia civil realizará a perícia no veículo utilizado pelos fugitivos, que possua marcas de tiros. O caso está sendo investigado pela 15ª Delegacia de Polícia, na Gávea.

O automóvel, que tem registro na cidade de Montes Claros (MG), não apresentou restrições e informações de roubo no sistema de segurança pública do Rio de Janeiro.

Os PMs mortos foram identificados como Bruno Paulo da Silva e Bruno William Batista de Souza Ribeiro.

Silva deixa esposa, um filho de 15 anos e um de 2 anos. Ribeiro deixa, além da esposa, um filho de 4 anos de idade.

Imagens da perseguição

Imagens das câmeras de segurança do Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro flagraram alguns momentos da perseguição pelas vias da capital. Veja:

Lembre-se do caso

De acordo com a Polícia Militar, a perseguição começou na Linha Vermelha, na altura do Km 19,5, em Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense.

Policiais do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) pensaram em abordar um carro que não parou e fugiu do local.

Ainda segundo a corporação, o carro perseguido desceu a Linha Vermelha, passou pelo túnel Rebouças e, na descida para o Jardim Botânico, mais de 20 milhas depois do início da fuga, os dois veículos acabaram capotando.

Com impacto da batida, os dois policiais militares que estavam na viatura e os dois ocupantes do carro morreram na hora.

Fonte

Leave a Comment