ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Rio Grande do Sul tem previsão de mais chuva e frio para o fim da semana

Tagreuters.com2024binary Lynxmpek420hm Filedimage.jpg

Compartilhe:

A previsão do tempo indica que a situação pode ser agravada no Rio Grande do Sul neste final de semana. É o que aponta uma nota técnica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em conjunto com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgado nesta quinta-feira (09).

Chuva, rajadas de vento e queda de temperatura

A previsão mostra uma queda de temperatura no Rio Grande do Sul, devido ao avanço de uma frente pelo estado de Santa Catarina e à entrada de um ar mais frio pelo estado gaúcho.

Ao longo do dia, esse sistema deve começar a recuar para o sul do estado, o que deve trazer rajadas de vento que podem dificultar o escoamento das águas da Lagoa dos Patos em direção ao oceano.

Entre a sexta e a segunda-feira (13), há previsão de chuva mais e mais intensa no centro-leste e nordeste do estado, região que inclui Porto Alegre, onde bacias captam água para o rio Guaíbaque registrou níveis recordes de inundação.

Os modelos indicam que os acumulados de chuva podem superar os 150 milímetros (mm), condição que, segundo a nota, pode agravar ainda mais a situação do estado.

Uma nova frente fria deve passar pelo estado, que pode ser acompanhada da formação de um ciclone extratropical. Durante uma semana, a previsão indica que os sistemas podem causar queda nas temperaturas e possibilidade de chuva. “As rajadas de vento seguirão soprando do setor sul e dificultando o escoamento das águas”, afirma a nota.

Aumento dos níveis dos rios

O nível do rio Guaíba pode voltar a subir por conta da velocidade e direção dos ventos. Uma volta prevista de chuva para a região metropolitana e norte do Rio Grande do Sul pode aumentar o volume de água que chega ao rio.

A chuva mais intensa está prevista para atingir as bacias mais próximas da região metropolitana da capital, como os rios Gravataí, rio dos Sinos e rio Caí. A nota ainda destaca que, ao longo dos próximos dias, a posição dos ventos na Lagoa dos Patos deverá dificultar o escoamento das águas aumentando o risco de inundação dos municípios na região de Pelotas, Rio Grande e arredores.

O alerta é para atenção redobrada a bacia do rio Uruguai e seus afluentes, que devem continuar subindo.

Fonte

Leave a Comment