É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Prefeitura do Recife declara situação de emergência e intensificação da campanha de doação

Joao-Campos-28_05.jpeg

Compartilhe:

A Prefeitura de Recife declarou situação de emergência devido às fortes chuvas que atendem a região metropolitana da cidade desde o início da semana. Até o momento, 34 pessoas já morreram e 2,50 estão desabrigadas.

Em entrevista à CNNo prefeito João Campos (PSB), diz que este é um “momento complexo desafiador” e o fenômeno é algo “completamente fora do normal”. “Cabe à gente poder trabalhar para reduzir os impactos das pessoas e poder cuidar da cidade.”

“Estamos passando por um momento extremamente adverso é um fenômeno meteorológico conhecido como Onda de Leste, que chegou à região Metropolitana do Recife. Desde-feira até hoje, temos um acumulado de aproximadamente 450 milímetros.”

Segundo ele, apenas nas últimas 2 horas foram registrados 234 milhões na região mais atingida, em Ibura.

“Nosso foco tem sido permanente e integral para salvar vidas. São 3 mil profissionais da prefeitura, sendo 4000 da Defesa Civil e 2.600 das áreas que estão totalmente mobilizados e da Defesa Civil.”

“Infelizmente, é o maior desastre dos últimos 50 anos do Recife, registrado na Região Metropolitana.”

Campanha de doação

A Prefeitura da intensificou a campanha da cidade Recife Solidário e montou três pontos de arrecadação, para receber alimentos, colchões, cobertores e cestas básicas. Os locais são: Sítio da Trindade, Parque Dona Lindu e Edifício Sede da Prefeitura.

“A gente que é importante para todas as famílias que reforçam que estão em áreas de risco, que elas precisam ser retiradas. Temos hoje 30 abrigos nós funcionando em escolas e creches”, disse o prefeito.

Vítimas e atingidas

Segundo a Defesa Civil, foram 28 mortes apenas nas últimas 24 horas – a maioria é da comunidade Jardim Monte Verde, na Zona Sul do Recife. Dezenove pessoas mortas de danos por lá.

Além disso, a Defesa do município dos municípios também ocorreria outras mortes em Camarag, duas ocorrências na capital, duas ocorrências na cidade de Jenipapo e uma morte de uma no de Jaipapo dos Guararapes, e uma morte de uma no de Jaipapo dos Guararapes .

Até a tarde de sexta (27), também já havia O sidolins confirmadas outras mortes. Na, das quatro mortes, três foram causadas pelas barreiras de barreiras e uma cidade de atravessar uma área alagada.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *