ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Petrópolis contabiliza 535 registros de ocorrências por conta das chuvas

Whatsapp Image 2024 03 24 At 13.10.28.jpeg

Compartilhe:

A cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, registrou 535 ocorrências por conta das chuvas desde a última quinta-feira (21), de acordo com dados da Defesa Civil do município deste domingo (24). Destas 535 ocorrências, 367 se trata de penetrações causadas pelas chuvas que atingem a região.

Cerca de 13 pessoas foram prejudicadas fisicamente, sendo nove resgatadas com vida no bairro Independência e no Caxambu pelo 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar (GBM). No bairro Independência, houve a morte de uma criança, um homem e duas mulheres. Ainda assim, 378 pessoas estão sendo acolhidas pelos pontos de apoio mobilizados desde quinta-feira (21).

O município conta com pontos de apoio mobilizados em Alto da Serra (Escola das Comunidades Santo Antônio), Independência (Escola Municipal Alto Independência), São Sebastião (Escola Papa João Paulo II), Sargento Boeing (Escola Ana Mohamed), Santa Rosa de Lima (Escola Dom Pedro de Alcântara) e 24 de Maio (Escola Clemente Fernandes).

Os pontos de apoio localizados no segundo, terceiro, quarto e quinto distritos de Petrópolis foram desmobilizados devido aos baixos acumulados pluviométricos registrados.

Em relação às aulas nas escolas da rede municipal de ensino da cidade, a prefeitura informou que o retorno está suspenso para esta segunda-feira (25). Até o final do dia, será avaliada a possibilidade de retorno nas regiões que registraram os maiores índices pluviométricos, sendo elas Alto da Serra, Independência e São Sebastião.

Nas próximas horas, a cidade terá céu nublado e encoberto, podendo registrar chuva de intensidade moderada com pancadas ocasionais de maior intensidade. Por meio de avisos sonoros em carro de som, a Defesa Civil intensificou a veiculação de alertas.

Limpeza das ruas

Mais de 700 toneladas de detritos já foram retiradas dos locais atingidos pelas chuvas em Petrópolis. O serviço é realizado pela prefeitura por meio da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep).

Segundo Léo França, presidente da Comdep, 90% dos acessos às lesões já foram desobstruídos, e que mais de 400 trabalhadores, com o auxílio de cerca de 50 máquinas, continuam operando na operação de limpeza.

“Temos uma equipe qualificada e comprometida com a cidade. Nosso objetivo é devolver a normalidade às áreas afetadas o mais rápido possível. Em alguns locais, estamos acionando a Enel para realizar o desligamento de energia para nossas máquinas iniciarem o processo de limpeza”, disse.

*Sob supervisão de Duda Cambraia

Fonte

Leave a Comment