Para conter a rebelião, Irã desliga a internet em quase todo país.

0 915

Após uma decisão de aumentar os preços dos combustíveis em 50% no Irã, o que causou uma grande revolta civil e os protestantes atiraram fogo na agência do banco central do país.

Agora, o governo está revidando, foi relatado que o governo já impôs um apagão na Internet de quase todo o país, na tentativa de separar os civis uns dos outros e do resto do mundo.

Revolta com os governos.

Houve uma série de crises e protestos ao redor do mundo. Hong Kong é outro grande exemplo excelente, no entanto em lugares como Hong Kong, os civis conseguiram reagir através dos benefícios proporcionados pelo Bitcoin.

No entanto, essa decisão do governo iraniano de desligar a internet pode prejudicar a comunicação entre as pessoas e o acesso as criptomoedas como o Bitcoin.

Criptomoedas no Irã.

Há rumores de que o país esteja criando sua própria criptomoeda, mas também proibiu o Bitcoin. O que torna isso ainda mais confuso, é que o país foi um dos primeiros a legalizar a mineração de criptomoedas como uma indústria.

Aparentemente as criptomoedas podem ajudar as pessoas a evitar sanções e que a legalização da mineração de criptomoeda pode gerar receita tributária, mas eles não estão disposto a permitir que os cidadãos tenham acesso a essas tecnologias.

A proibição da Internet é uma decisão um tanto ousada do país para controlar os cidadãos, no mínimo um abuso de autoridade que vai contra certos direitos humanos no que diz respeito ao acesso à informação. Além disso, também prejudica o acesso ao Bitcoin e os sistemas financeiros descentralizados que as pessoas podem usar em uma crise.

Fonte beincrypto
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.