Os usuários do Facebook começaram a serem alvos de golpistas com falsos anúncios de criptmoedas.

Usuários do Twitter começam atacar pelo Facebook.

0 459

O Facebook atualizou suas políticas de publicidade para permitir que alguns anunciantes criptografados pré-aprovados comercializassem na popular plataforma de mídia social. Parece que de alguma forma os golpistas encontraram brechas na política do Facebook.

Os golpistas espalham mensagens falsas por meio de anúncios.

Uma das formas dos golpistas espalharem suas mensagens por meio de anúncios patrocinados, é através de contas populares existentes, semelhante ao que acontece no Twitter.

Lá, uma conta de usuário proeminente – como Elon Musk, CEO da Tesla – é hackeada e usada para enganar os usuários. Neste caso, a página do músico Jonatanas Kazlauskas foi usada para promover a fraude. 

Neste momento, porém, não está claro se a página de seguidor de Kazlauskas ‘7.4K’ foi comprometida, ou se o músico está diretamente envolvido no esquema.

O Twitter tem sido atormentado com golpes semelhantes ao longo do ano e tem sido principalmente indefeso contra o enxame de golpistas enganando usuários na mídia social. 

O Twitter recentemente disse que implementou algumas novas medidas de segurança, o que pode ter feito alguns golpistas buscarem o Facebook como um novo campo de caça.

Usuários sem acesso a anúncios no Facebook.

No início do ano, o Facebook, o Google e outros baniram os anúncios relacionados as criptomoedas – fraudulentos ou legítimos – de suas plataformas de publicidade. O movimento foi altamente controverso e muitos apontam para a proibição como o que deu início ao atual mercado de baixa.

Clicando no anúncio falso, ele te leva para um local falso e completando o processo de registo ainda envia os usuários para um local totalmente enganoso, que seria câmbios de criptomoedas falsos hospedados na Bulgária.

Portanto, é importante que os usuários do Facebook fiquem atento com falsos anúncios de criptomoedas que vem ocorrendo nas mídias sociais para que não caiam em um fake News.

Fonte newsbtc

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: