É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Os credores da FTX pedem que nomes e informações sejam retirados dos processos judiciais

ftx.jpg

Compartilhe:

Vários ex-clientes da FTX pediram que seus nomes fossem removidos dos processos judiciais, de acordo com um Wall Street Journal relatório em 29 de dezembro.

Em um processo judicial do dia anterior, os clientes solicitaram uma ordem judicial que removesse seus nomes e outras informações de identificação de documentos públicos.

Esses clientes sugeriram que, se suas informações pessoais forem divulgadas, eles sofrerão uma redução na capacidade de vender seus ativos e maximizar sua recuperação no processo de falência em andamento da FTX. Eles também sugeriram que a divulgação de seus nomes os colocaria em risco de se tornarem alvos de roubo de identidade e golpes online.

O arquivamento afirma que qualquer risco que possa “surgir da divulgação dos nomes dos clientes da FTX … supera em muito quaisquer benefícios potenciais da divulgação pública”.

Os advogados da FTX pareciam apoiar manter as informações dos clientes privadas até novembro. No entanto, de acordo com o WSJ, os processos de falência geralmente exigem transparência, e a FTX não teve exceção.

Advogados do Departamento de Justiça dos EUA pediram que os dados dos clientes da FTX fossem revelados em arquivos públicos. Além disso, várias organizações de mídia ⁠— como Wall Street Journal, Bloomberg, New York Times e Financial Times ⁠— também participaram do caso para manter públicos os nomes e as informações dos clientes.

A empresa de empréstimos falida Celsius estava envolvida em um controvérsia semelhante esta queda. Um processo judicial de 14.000 páginas, apresentado em 5 de outubro, continha os nomes de milhares de clientes da Celsius e os valores devidos a esses clientes. Esse incidente atraiu grande atenção nas mídias sociais e levantou preocupações sobre a privacidade do cliente.

FTX aparentemente não atraiu a preocupação de um grupo tão grande. A reclamação desta semana vem de apenas 15 credores que detêm US$ 1,9 bilhão em reivindicações.

O juiz do processo de falência da FTX ainda não tomou uma decisão sobre a supressão de nomes e informações. O assunto será analisado no próximo mês.

Postado em: FTX, Falência

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *