É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Os ativos que favorecem o BTC longo ainda superam os produtos BTC curtos, mas o problema é…

Compartilhe:

O mercado de criptomoedas testemunhou uma venda maciça esta semana. Mais de US$ 3,15 bilhões no valor passou ou saiu de câmbio, com um viés líquido para os ingressos, que responderam por US$ 1,60 bilhão (50,8%). De fato, este registrou o maior pico de volume agregado relacionado ao câmbio desde outubro do ano passado.

Gosta de surpresas?

À medida que as criptomoedas continuam a perder terreno, os analistas de blockchain da CoinShares identificaram uma mistura interessante de atividades dos investidores. James Butterfillem 9 de maio Publicados o relatório semanal Volume 79: Digital Asset Fund Flows que cobriu esses atributos. Os produtos de investimento em ativos digitais surpreendentemente registraram entradas totalizando US$ 40 milhões na semana passada.

Fonte: CoinShares

Os investidores aproveitaram a fraqueza substancial dos preços para aumentar as posições. Ou melhor, ‘comprando o mergulho’. Este foi um sinal de que os investidores estavam aproveitando o mercado para entrar em produtos Bitcoin negociados em bolsa a taxas reduzidas. Produtos de criptografia negociados em bolsa, como Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), ações caiu em 19% nos últimos cinco dias em comparação com a queda de 25% do BTC.

James Butterfill, chefe de pesquisa da CoinShares afirmou,

“Curiosamente, não vimos o mesmo aumento na atividade de negociação de produtos de investimento como normalmente vemos historicamente durante períodos extremos de fraqueza de preços. É muito cedo para dizer se isso marca o fim da corrida de quatro semanas de sentimento negativo.”

É preciso esperar e observar o desenrolar do drama criptográfico. Os investidores estão em pânico, mas a questão permanece: qual é o caminho a seguir?

Alguma luz no final

O BTC, a maior moeda, sofreu uma correção maciça de 1,47% em 24 horas, sendo negociado em torno da marca de US$ 31 mil. Mas os detentores ainda tinham fé na moeda do rei.

Fonte: CoinShares

O Bitcoin viu entradas totalizando US$ 45 milhões. Embora, alguns investidores também tenham lucros. Bitcoin curto os fundos registraram a segunda maior entrada do ano, US$ 4 milhões, atingindo assim US$ 45 milhões em ativos sob gestão.

Curiosamente, apesar do registro, os ativos que favorecem o Bitcoin longo ainda superam os produtos Bitcoin curtos. Os US$ 45 milhões em produtos curtos representam 0,15% dos ativos de US$ 30 bilhões sob gestão em produtos longos de Bitcoin.

E as altcoins?

Bem, os relatórios dos tokens alternativos continham principalmente marcas vermelhas com uma exceção. Ethereum, a maior altcoin teve saídas totalizando US$ 12,5 milhões na semana passada, trazendo assim saídas totais no acumulado do ano para US$ 207 milhões. Aparte disto, De bolinhas sofreu o mesmo destino ao sofrer uma saída de US$ 0,4 milhão.

Aqui está a exceção: Solana. A única altcoin que teve entradas mensuráveis ​​totalizou US$ 1,9 milhão na semana passada.

Pelo lado positivo, é importante notar como o BTC teve um melhora significativa de registrar saídas de US$ 132 milhões para o valor atual.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.