ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Operação Verão registra mais uma morte na Baixada Santista; total chega a 55

1711644077 Policia Militar.jpeg

Compartilhe:

Um homem morreu após um suposto confronto com policiais militares em São Vicente, na madrugada desta quinta-feira (28). Com mais essa morte registrada, o número de óbitos desde o início da Operação Verão, deflagrada há quase dois meses na Baixada Santistachega a 55.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), a equipe policial realizou um patrulhamento de segurança nas áreas internas da Vila Nossa Senhora, quando foram informados de que três indivíduos armados estavam na região do Dique do Piçarro, uma favela da região .

Ainda conforme o relato da SSP, ao chegarem ao local os agentes foram recebidos a tiros e reagiram. No momento da ação, dois homens conseguiram fugir. No entanto, um dos suspeitos foi localizado posteriormente em um imóvel. Um novo confronto teria de ser iniciado, o homem foi baleado e não resistiu.

O suspeito teve sua arma apreendida e a equipe policial acionou uma perícia para o local. A SSP diz ainda que todas as informações relativas aos fatos serão investigadas.

Em menos de 24, duas mortes foram registradas

Na tarde desta quarta-feira (27), um homem, ainda não identificado, morreu após ser baleado também em um suposto confronto com policiais, no bairro Vila Júlia, no Guarujá.

Segundo a SSP, os policiais verificaram um imóvel durante uma ação na comunidade para combater o tráfico de drogas, quando encontraram o suspeito armado. O homem e a equipe policial entraram em confronto, mas o suspeito foi baleado e morreu no local.

A arma que o homem carregava foi recolhida e diversas porções de drogas foram apreendidas no local.

A Operação Verão segue em vigor na Baixada Santista e já chegou em sua terceira fase. De acordo com a segurança pública, o objetivo da ação é asfixiar o crime organizado na região. A operação foi deflagrada após a morte do policial militar Wesley Cosmo, no começo de fevereiro.

Conforme balanço divulgado pela pasta, desde o início da ação 1.038 criminosos foram presos, entre eles 425 processados ​​pela Justiça. Além disso, cerca de 2,5 toneladas de drogas foram recolhidas e 118 armas ilegais foram apreendidas.

Desde o início da gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), a Polícia Militar deflagrou duas operações que ocorreram na segunda e na terceira mais letais da história do estado.

A primeira, a Operação Escudo, foi deflagrada em 27 de julho de 2023 e terminou em setembro com o saldo de 28 mortos. A ação ocupa o terceiro lugar entre as operações mais letais da Polícia Militar paulista, ficando atrás apenas do massacre do Carandiru, em 1992. Já a Operação Verão, deflagrada este ano, ocupa o segundo lugar no ranking de letalidade, com 54 mortos.

Ambas as operações foram deflagradas após a morte de policiais militares na região da Baixada Santista.

Fonte

Leave a Comment