ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

O que sabemos sobre o novo transplante de Faustão

Snapinsta.app 167086705 924096595086826 2955093111983803377 N 1080 E1692659339401.jpg

Compartilhe:

Ó apresentador Fausto Silva, o Faustão, passou por um transplante de aro na segunda-feira (26)no Hospital Albert Einstein, na zona Sul de São Paulo.

Em nota divulgada na terça (27), o hospital informou que a cirurgia correu bem e sem intercorrências.

Veja abaixo o que sabemos sobre o novo transplante:

Qual foi o segundo transplante?

Faustão, de 73 anos, deu entrada no hospital no domingo (25), devido ao agravamento de uma doença renal crônica.

Passando pelo procedimento de transplante de aro no dia seguinte, na segunda (26).

Último boletim médico

Após o transplante renal, o apresentador “seguirá em observação” para o acompanhamento da adaptação do órgão e controle clínico, disse o hospital Albert Einstein, segundo o último boletim médico divulgado.

Procurados, o hospital e a assessoria do apresentador ainda não enviaram atualizações sobre o quadro clínico do paciente.

Transplante anterior

O apresentador já havia passado por um transplante do coração há cerca de seis meses, em agosto do ano passado.

À época, o hospital informou, em boletim médico, que foi acionado pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo na madrugada do dia 27 de agosto, “quando foi iniciada a avaliação sobre a compatibilidade do órgão, levando em consideração o tipo sanguíneo B ”.

Um quadro de insuficiência cardíaca, como no caso de Faustão, pode ser um fator importante no que levou ao transplante renal, em decorrência de uma doença renal crônica.

Faustão fez diálises desde o final de 2023 para estar com as funções renais comprometidas. O comunicador sofreu consequências nos rins devido à insuficiência cardíaca, o que ocasionou a necessidade de um novo transplante.

A diálise é um procedimento onde uma máquina com uma membrana sintética realiza as trocas e filtragem do sangue, fazendo assim, o papel do aro.

De acordo com Américo Cuvello Neto, coordenador do Centro Especializado em Nefrologia e Diálise do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o transplante de rim é indicado quando a perda da função renal é crônica e irreversível, ou seja, quando não há mais chance de recuperação.

“Nesse caso, o paciente pode fazer a técnica de substituição da função renal pela diálise ou hemodiálise, ou, então, pode ser elegível para o transplante”, explica Américo. “O transplante é indicado nesse contexto em que um paciente tem insuficiência renal crônica e a função renal não tem mais chance de recuperação, ou então, essa chance é muito remota de acontecer, com base em uma avaliação clínica”, completa.

Quem é Fausto Silva, o Faustão

Nascido em Porto Ferreira, no interior paulista, Fausto Silva, o Faustão, se destacou como um dos principais comunicadores da televisão brasileira, e seu programa era conhecido por seus quadros de entretenimento, música, humor e entrevistas com celebridades. Antes de apresentar programas de entretenimento, Faustão era repórter esportivo e radialista.

Ele tem três filhos, Lara, do primeiro casamento com a artista plástica Magda Colares, além de João e Rodrigo, do atual casamento com a jornalista Luciana Cardoso.

Fonte

Leave a Comment