É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

O que parece essencial, no momento, é tentar recuperar respeito

tagreuters.com2023binary_LYNXMPEJ0H0VS-FILEDIMAGE.jpg

Compartilhe:

Lula está manifestando sua desconfiança em relação aos militares um dia sim, outro dia também.

Enquanto se busca uma forma de recuperar um mínimo de respeito mútuo entre o presidente e alguns dos principais comandantes militares.

A julgar pelo trabalho de apuração de nosso colega Caio Junqueira, Lula não precisaria se preocupar tanto assim.

Pois se é fato que, sim, que nos próximos círculos a Jair Bolsonaro examinou-se fórmulas para reverter o resultado das últimas eleições – com a participação de pelo menos um general da reserva, seu candidato a vice-presidente – a postura do alto comando do exército foi inequívoca. Em defesa da legalidade.

O entorno de Lula parece considerar fardados militares em torno dele como uma espécie de risco à própria segurança do presidente.

E está implementando um esquema de proteção baseado agora na Polícia Federal.

A fórmula que se busca aplicar para estabelecer pontes entre o presidente e os militares envolve discutir aspectos práticos da modernização – leia-se equipamentos – das três Forças Armadas.

A pacificação é, de fato, uma condição necessária para, digamos, um “reengajamento” entre o poder civil e militar. Mas não é suficiente.

O que parece essencial, no momento, é tentar recuperar respeito, de lado a lado.

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *