ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

O CEO da VanEck diz que a tokenização de ativos do mundo real enfrenta dois grandes obstáculos

Vaneck Tokenization.jpg

Compartilhe:

Jan van Eck, CEO da proeminente empresa global de gestão de investimentos VanEckacredita que existem dois grandes obstáculos que impedem a tokenização de ativos do mundo real (RWAs).

O CEO compartilhou seus insights sobre o assunto durante uma entrevista recente com Raoul Pal. Suas observações surgem na sequência da recente conquista da VanEck de estar entre as 11 empresas aprovado pela SEC dos EUA para lançar um Bitcoin à vista (Bitcoin) fundo negociado em bolsa (ETF).

A tokenização de ativos do mundo real, como imóveis, arte ou mercadorias, tem o potencial de revolucionar as estratégias de investimento, proporcionando maior liquidez, transparência e propriedade fracionada. No entanto, os desafios descritos por van Eck são obstáculos significativos que precisam de ser abordados.

A provisão de liquidez exige mecanismos sofisticados de criação de mercado e o ambiente regulamentar precisa de evoluir para fornecer orientações claras e um quadro de apoio a estas inovações.

O problema da liquidez

De acordo com van Eck, a primeira e principal barreira à tokenização de ativos do mundo real é a liquidez – especificamente, responder à pergunta “quem fornece a liquidez?”

A tokenização, o processo de conversão de direitos de um ativo em um token digital em uma blockchain, teoricamente permite que qualquer ativo seja tokenizado. No entanto, van Eck disse que a presença de um comprador e de um vendedor não é suficiente. Ele notou:

“Alguém tem que fazer um mercado nisso [the tokenized RWA]e alguém tem que ganhar dinheiro criando um mercado nisso, então não é só isso [someone] pode criar um ativo tokenizado do mundo real de qualquer coisa, é quem fornece a estrutura de mercado em torno da liquidez.”

Isto realça a necessidade de um criador de mercado, uma função que exige não só fixar o preço do activo, mas também lucrar com o processo de criação de mercado. Este aspecto levanta o desafio de quem iria e poderia desempenhar este papel, especialmente para activos que não são tão fáceis de precificar como os principais índices de acções como o S&P 500.

Regulamento

Entretanto, a segunda questão principal que dificulta a tokenização dos RWA é o panorama regulamentar.

De acordo com van Eck, não há uma resposta clara à questão de onde estabelecer um mercado para ativos tokenizados sem enfrentar desafios regulatórios significativos.

O CEO disse que os EUA apresentam atualmente um ambiente regulatório complexo para tais empreendimentos e é improvável que se tornem a principal jurisdição para tais mercados até que o cenário mude. Ele acrescentou que, apesar dos reguladores começarem a aceitar a tokenização, a falta de regulamentações claras para a indústria significa que o progresso permanecerá moderado.

Por outro lado, van Eck disse que a combinação da Europa de um grande mercado retalhista e de um quadro regulamentar mais flexível para o investimento e comércio de criptografia torna-a um candidato mais viável para estes desenvolvimentos.

A abordagem regulamentar da Europa à tecnologia de criptomoedas e blockchain tem sido mais progressiva em comparação com os EUA. A UE tem trabalhado ativamente num quadro abrangente para ativos criptográficos, conhecido como Mercados de Criptoativos (MiCA), que visa harmonizar as regulamentações entre os estados membros e promover a inovação, garantindo simultaneamente a proteção dos investidores.

Fonte

Leave a Comment