ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

O CEO da Bioniq prevê um futuro programável para Bitcoin com ordinais e novos protocolos

Slatecast Bioniq.jpg

Compartilhe:

No último episódio do SlateCast, Liam “Akiba” Wright e Nate Whitehill bem-vindo Bob CorporalCEO e cofundador da Bioniq, para discutir o futuro da Ordinaisa programabilidade do Bitcoin e o impacto potencial desses desenvolvimentos no ecossistema criptográfico mais amplo.

Bodily, um defensor apaixonado da natureza descentralizada e sem permissão do Bitcoin, compartilhou seus insights sobre os debates em andamento em torno dos Ordinais e os desafios e oportunidades que eles apresentam.

A Mania das Runas e a Narrativa do Bitcoin

A discussão começou com um mergulho profundo na mania das Runas, um fenômeno recente que registrou as maiores taxas de transação na rede Bitcoin.

Bodily reconheceu o entusiasmo em torno do Runes, descrevendo-o como um “protocolo de token fungível no Bitcoin” que inicialmente gerou expectativas inflacionadas, apenas para encontrar alguma desilusão enquanto os usuários lutavam com a realidade das experiências de cunhagem e negociação.

Defesa dos ordinais e da natureza sem permissão do Bitcoin

Quando confrontado com objeções filosóficas aos ordinais, sugerindo que eles vão contra a visão de Satoshi do Bitcoin como dinheiro peer-to-peer, Bodily manteve-se firmemente atrás da natureza sem permissão e resistente à censura do Bitcoin. Ele argumentou:

“Quando você tem algo sem permissão e resistente à censura, então quem é, não sei, quem tem o direito de dizer o que você pode ou não fazer no Bitcoin?”

Bodily destacou o renovado interesse e entusiasmo em torno do Bitcoin, com empresas de capital de risco investindo, construtores retornando ao ecossistema e projetos inovadores surgindo, todos alimentados pelas maiores possibilidades possibilitadas pelos Ordinals.

“Temos pessoas lutando para atualizar o Bitcoin. Temos L2s sendo construídos em Bitcoin e captamos todo esse interesse e entusiasmo. E é muito bom para o Bitcoin”, afirmou Bodily.

O potencial para a programabilidade do Bitcoin

Abordando o potencial do Bitcoin se tornar mais programável, Bodily pintou um quadro especulativo de um futuro onde tudo o que é feito em outras blockchains encontra seu caminho para Bitcoin. Ele imaginou um ecossistema próspero onde o Bitcoin serviria como “o banco de dados mais descentralizado do mundo”, permitindo plataformas de empréstimo, mercados NFT, protocolos DeFi e muito mais.

“Se eu tivesse que pintar um quadro, seria tudo o que você viu no Ethereum com o DeFi Summer, com o NFT Summer. Já estamos começando a ver isso no Bitcoin”, observou Bodily.

O ecossistema Bioniq e planos futuros

Bodily também abordou o ecossistema da Bioniq, que foi construído no Computador Internet (ICP) como uma cadeia lateral de Bitcoin. Ele destacou as vantagens desta escolha, incluindo a integração perfeita do Bitcoin, a capacidade de contratos inteligentes manterem e gerenciarem transações Bitcoin diretamente e o potencial para um mercado L2 Ordinals com transações mais rápidas e taxas mais baixas.

Olhando para o futuro, Bodily apresentou planos para Bioniq, incluindo uma plataforma de lançamento, empréstimos garantidos para Ordinals e jogos de apostas incorporando Ordinals, BRC20 e Runas. Esses desenvolvimentos visam expandir o mercado endereçável da Bioniq e, de forma mais ampla, impulsionar a adoção de Bitcoin NFTs.

À medida que a conversa chegava ao fim, o entusiasmo de Bodily pelo futuro do Bitcoin e seu potencial de programabilidade era palpável. Embora reconhecendo os desafios e riscos associados às atualizações e centralização, ele permaneceu otimista em relação à abordagem descentralizada para dimensionar o Bitcoin e as soluções inovadoras da comunidade.

Com Ordinals e projetos como o Bioniq na vanguarda, o futuro do Bitcoin parece ser de maior utilidade, programabilidade e adoção, mantendo seus princípios básicos de descentralização e ausência de permissão.

Fonte

Leave a Comment