Novos regulamentos europeus de AML parecem impactar as criptomoedas.

0 627

Novos regulamentos contra a lavagem de dinheiro (AML) entrarão em vigor em 10 de Janeiro na Europa. As regras, que tratam das empresas de criptomoeda pela primeira vez, parecem ter um grande impacto no setor.

A Quinta Diretiva Anti-lavagem de Dinheiro (5AMLD) deve entrar em vigor em menos de um mês. Foi detalhado pela primeira vez em Maio do ano passado.

As regras, pela primeira vez, definem o que significa o termo moeda virtual:

“… uma representação digital de valor que não é emitida ou garantida por um banco central ou por uma autoridade pública”.

Efeitos da regulamentação.

Os regulamentos recebidos exigirão que aqueles que oferecem serviços de custódia para moedas virtuais obedeçam aos regulamentos AML estabelecidos em 4AMLD. Isso significa que as plataformas de intercâmbio que oferecem serviços na União Europeia precisarão enviar informações sobre clientes às autoridades relevantes e realizar verificações de devida diligência nas atividades dos usuários consideradas suspeitas.

Isso deve ter um impacto dramático no setor. Como o repórter Larry Cermak (@lawmaster) ressalta, empresas como Binance e OKEx, duas gigantes absolutas do setor de câmbio, subitamente terão que seguir os novos regulamentos ou deixar de oferecer serviços para a Europa.

A Binance, uma dos câmbios mais populares de forma consistente, graças aos seus altos limites de retirada, sem a necessidade de verificações do tipo conhecer o seu cliente (KYC), precisaria revisar suas próprias políticas.

Atualmente, eles permitem que os usuários retirem dois BTC sem nenhuma verificação KYC. Claramente, isso não é compatível com os regulamentos da AML e precisaria ser resolvido. Como alternativa, pode decidir retirar seus serviços inteiramente da UE.

Diante da crescente pressão regulatória de algumas jurisdições, a Binance já provou que está comprometida em continuar oferecendo seus serviços aos principais mercados globais. No início deste ano a plataforma retirou – se repentinamente dos EUA antes de lançar o Binance US – uma plataforma muito reduzida, mas compatível com regulamentações para usuários americanos.

Empresas fechando as portas.

Algumas empresas já fecharam, citando as medidas regulatórias recebidas. A BottlePay, por exemplo, declarou na semana passada que os novos regulamentos tornariam impossível continuar oferecendo seu serviço de gorjeta de mídia social de maneira consistente com sua operação atual.

Em vez de se comprometer, a empresa anunciou que deixaria de operar no final do ano, por meio de um comunicado à imprensa. Outras empresas, como Simplecoin e Chopcoin, também fizeram anúncios semelhantes.

Embora as regulamentações recebidas certamente abalem o modo como as empresas de criptomoedas européias operam, algumas parecem estar adotando a mudança. Um representante da plataforma de negociação de ativos digitais da EXMO, Valeriya Kolomiychenko, escreveu em um post do Medium que as novas regras forneceriam maior certeza – algo que muitas empresas que atendem ao espaço estão ansiosas nos últimos anos.

Receba gratuitamente o guia prático do Bitcoin, Mineração e Trade.
https://guiapraticodobitcoin.com.br/

Fonte beincrypto
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.