Não, o Bitcoin não falhou, os erros nunca chegam a ser lançados para o público.

Principais falhas encontrado no Bitcoin

Enquanto o Bitcoin (BTC) é a primeira, maior e mais popular criptomoeda, certamente não é perfeita. Mesmo que seja frequentemente visto como um padrão para o mundo da criptografia, uma única falha no lugar certo seria suficiente para derrubá-lo, mas o Bitcoin não falhou!

Entenda.

Uma dessas falhas foi detectada recentemente e nesta terça-feira, os desenvolvedores do Bitcoin Core lançaram com sucesso uma nova versão de software que corrigia a vulnerabilidade. Apesar do fato de que os desenvolvedores reagiram rapidamente, e a falha foi resolvida em pouco tempo, sua exploração poderia ter levado a um desastre se tivesse chegado ao lançamento da produção. Na verdade, um usuário mal-intencionado poderia facilmente ter travado a rede inteira se a encontrasse antes dos desenvolvedores.

Mas, os bugs nunca chegam à versão de produção, pois são frequentemente descobertos e corrigidos no processo de revisão.

Se a rede cair, a rede pode ter sido temporariamente inutilizada. Obviamente, este é um problema muito sério e é considerado uma das 3 principais falhas já encontradas no Bitcoin, de acordo com relatórios.

De acordo com o professor de ciência da computação da Cornell University, Emin Gün Sirer, a rede poderia ter sido derrubada por menos de US $ 80.000. Ele alega que mesmo os ataques de 0 dia geralmente custam mais do que isso e que o indivíduo motivado poderia ter destruído o Bitcoin para sempre.

Deve-se ressaltar que o bug não foi encontrado no próprio protocolo. Em vez disso, foi descoberto em sua implementação de software. Isso significa que outras criptos criadas através do uso do código Bitcoin Core também são vulneráveis, como o Litecoin, por exemplo. Ainda assim, os detentores de Litecoin não precisam se preocupar, este bug também foi corrigido.

As consequências potenciais da exploração.

Os relatórios oficiais descrevem o bug como uma vulnerabilidade de negação de serviço. Alegadamente, ele estava presente no Bitcoin Core desde o ano passado e permitiu que mineradores fizessem blocos “envenenados” ao incluir transações falsas que estão gastando as mesmas moedas mais de uma vez. O bloco “envenenado” iria então, derrubar o software de praticamente todo mundo que o recebesse.

Isso geralmente é impossível, já que o BTC é uma rede P2P que pode funcionar devido a vários nós usados ​​para confirmar que cada transação corresponde às regras do Blockchain. No entanto, como cerca de 95% dos nós estão usando o Core, todos eles podem ter sido mortos instantaneamente pelo bloco envenenado. E essa não é a pior parte – também tinha o potencial de travar completamente toda a rede.

Apesar do perigo, o desastre foi evitado, o que é tudo o que importa no final. Além disso, como Andreas M. Antonopoulos disse, o histórico da Core ainda é o melhor do setor, motivo pelo qual os investidores não devem ser desencorajados a usar a moeda.

Facebook Comments

About Caio Nunes

Libertário, Investidor, entusiasta em Bitcoin e alticoins. Seguidor da escola Austríaca de Economia.

View all posts by Caio Nunes →

Deixe o que achou sobre essa informação