O Mundo de Olho na Moeda Petro Devido Publicações Falsas

Compartilhe

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro anunciou neste domingo (3) que o país vai criar uma moeda virtual nacional, nos moldes do bitcoin. Ela será chamada de “El Petro”.

A moeda, disse ele, será respaldada nas reservas venezuelanas de ouro, petróleo, gás e diamante. Maduro não explicou como esse arranjo funcionaria nem quando a moeda passaria a circular.

Muitos venezuelanos já recorrem a criptomoedas, com mais ênfase Segundo a Reuters , o governo está rejeitando um documento químico vazado, supostamente falso, o bitcoin, a mais famosa das moedas virtuais. Essas pessoas tentam proteger suas reservas dos efeitos da hiperinflação e escapar da falta de notas.

Alguns países como os Estados Unidos impõem restrições financeiras ao país. Alguns funcionários do governo, por exemplo, têm suas contas bloqueadas.

AS DIVULGAÇÃO DE FALSOS DOCUMENTOS

O processo de inclusão de uma transferência em um desses blocos é chamado de mineração. Ele é feito por pessoas chamadas de mineradores, que cedem a capacidade computacional de suas máquinas para manter a rede funcionando. Como recompensa por isso, ganham algumas novas moedas de tempos em tempos.

O governo venezuelano afirmou recentemente que a “informação falsa” sobre sua cryptocurrência de petróleo, respaldada por petróleo, foi publicada on-line. “Através de algumas mídias digitais, informações falsas foram publicadas sobre um Livro Branco sobre a criptografia da Venezuela, o petro, que rejeitamos categoricamente”.

Provavelmente, estava se referindo a um post de Reddit há cerca de duas semanas, que afirmou que Petro poderia ser um token ERC-20. A postagem encontrou o documento técnico do Petro, um documento que o governo venezuelano não confirmou ou negou ser autêntico, mas isso é aparentemente hospedado no site oficial do governo .

O documento não menciona “Ethereum” ou “ERC20” em qualquer lugar, e como prova de suas reivindicações, o redditor que criou o tópico apenas aponta para imagens de representações físicas dos tokens Ethereum hospedados no site do governo.

Embora ainda seja muito desconhecido sobre a cryptocurrencia com respaldo de petróleo e o “quadro vazado” pode ser forjado, já conhecemos os planos do governo em realizar uma venda de token para distribuir os 100 milhões de Petros que o presidente do país ordenou.

Cerca de 38 milhões de Petros serão vendidos para investidores institucionais em uma pré-venda de um mês que deverá começar em 15 de fevereiro e deve trazer US $ 1,3 bilhão. Por Reuters, os investidores institucionais receberão um desconto de até 60% no token.

AS VENDAS TRAGARA BILHÕES AO GOVERNO

Então, será realizada uma venda de token público, na qual serão vendidos 44 milhões de tokens. Os funcionários esperam que esta fase da venda traga US $ 2,4 bilhões. Os restantes 18 milhões de tokens irão para um painel de conselheiros que apoiaram o governo, auxiliados na criação da cryptocurrency e no próprio governo.

Conforme anteriormente coberto pela CCN, o congresso venezuelano da oposição recentemente proibiu a cryptocurrency, como um instrumento ” ilegal e inconstitucional “.

portanto, ainda não sabemos ao certo sobre o petro , mas como tudo no governo do Muduro e polemico vamos esperar os próximos capítulos pra ver no que vai dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *