HTC está lançando um celular com Blockchain.

HTC está lançando um celular com blockchain chamado Exodus
Compartilhe

HTC está desenvolvendo um smartphone chamado Exodus, que utilizará tecnologia de Blockchain como maneira de ser usado como uma carteira segura para criptomoedas, assim como para rodar aplicativos descentralizados.

A empreitada será gerenciada por Phil Chen, criador do headset de realidade virtual HTC Vive, que estava fora da empresa desde o final de 2015. Ele voltou para cuidar das iniciativas relacionadas a Blockchain e criptomoedas.

O telefone chamado Exodus, contará com uma carteira universal e um enclave de hardware seguro integrado para suportar criptomoedas e aplicativos descentralizados.

Sobre esse dispositivo Android voltado para a privacidade, ele contará com uma carteira universal que suporta: Bitcoin ,Ethereum, Dfinity, Lightning Networks e outros tipos de criptografias.

A empresa pretende “dobrar ou triplicar o número de nodes da Ethereum e da Bitcoin”, através de suas unidades Exodus, ao mesmo tempo em que fornece aplicativos descentralizados (DApp) para mais consumidores.

Nós queriamos suportar o ecossistema completo de Blockchain e nos próximos meses estaremos anunciando muitas novas parceiras empolgantes”.

A HTC também está considerando aceitar a criptomoeda como forma de pagamento para o telefone, embora seu preço ainda esteja por decidir.

Sirin Labs pensa em lançar um telefone com Blockchain.

HTC não é a primeira a ter essa iniciativa. O Sirin Labs já tem uma lista de especificações para seu smartphone Blockchain da Finney, porém ainda não tenha uma data de lançamento específica.

No início deste ano, havia especulações de que a Huawei também estava abrindo hipóteses sobre seu próprio dispositivo blockchain baseado no sistema da Sirin Labs.

Existe tambem o BitVault e o Blacture que alegam ser o primeiro celular Blockchain do mundo, embora nenhum deles ainda esteja disponível.

É preciso notar o que esses telefones podem apresentar para melhorar o encontro de criptomoedas, e os consumidores de DApp, mais do que os telefones inteligentes normais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *