Casa de Câmbio Oferece suporte a SegWit2X, Ser ou Não Ser.

Casa de Câmbio Oferece suporte a SegWit2X
Compartilhe

É importante saber quais casas de câmbio que oferece suporte a segwit2x, sendo que faltam menos de duas semanas para a data prevista do hard fork.

Pelo que temos visto nos últimos dias, a Bitcoin está dividida e não tem nenhum acordo sobre a nova atualização do protocolo que vai dobrar os blocos.

Por isso o fork SegWit2X vai resultar no nascimento de uma nova criptomoeda, nesse artigos vamos referir a Bitcoin como “Corrente Original” e “Corrente SegWit2X”.

Acredito que nesse momento a grande pergunta é, qual dessas duas blockchains seria considerada a “verdadeira” Bitcoin com o símbolo de “BTC”.

Já que não existe uma empresa dona da Bitcoin ou uma entidade para decidir isso, as casas de câmbio vão influenciar muito o futuro da Bitcoin já que elas publicam as moedas com seu nome específico.

Para descobrir qual blockchain vai ficar com o ticker “BTC,” vamos dar uma olhada no que as 20 maiores casas de câmbio de acordo com Bitcoinity baseado no volume; o que elas estão dizendo sobre isso.

  1. Bitfinex: Corrente Original “BTC”, Corrente SegWit2X “B2X”

Fundada em Hong Kong Bitfenix é a maior casa de câmbio de criptomoedas em volume no mundo. Bitfinex está fazendo negociações em futuro de ambas as correntes, sendo a corrente original “BT1” e a corrente SegWit2X como “BT2”.

Bitfinex anuciou no dia 5 de Outubro que “os livros de câmbio da BT2 vai eventualmente ser o livro de compras da B2X assim como BT1 vai se tornar BTC”.

Resumindo a corrente original vai continuar sendo “BTC” e a corrente SegWit2X vai ser chamada de “B2X”.

  1. BitMEX: Corrente Original “BTC”

BitMEX, uma casa de câmbio de criptomoedas fundada em República das Seychelles que é a segunda maior exchange em volume no mundo.

Em um artigos postado dia 13 de Outubro em seu blog oficial, BitMEX anunciou que iría continuar chamando a corrente original de “BTC”

Também disse que porque SegWit2X não vai implementar proteção de repetição, por isso BitMEX não vai listar as moedas da corrente, ou oferecer algum tipo de suporte.

  1. Bitstamp: Desconhecido

Bitstamp foi fundada em Reino Unido porem opera em varios paises na Europa e ainda não disse como iria reagir a respeito do fork SegWit2X.

No início do ano Bitstamp e outras grande empresas assinou uma declaração insistindo no consenso e habilitação da proteção de repetição. Mas essa declaração se referia a Bitcoin Ultimate, outro possível fork. Não SegWit2X.

              4. GDAX: Poder de Mineração Decide Qual será “BTC”

GDAX é uma plataforma Americana fundada nos Estado Unidos sendo o braço direito da Coinbase. Coinbase assinou o Acordo de Nova York (NYA).

Em um anúncio mais recente a GDAX esclareceu que a corrente com mais poder de mineração acumuldado será a verdadeira “BTC”. Em um tweet Brian Armstrong CEO da empresa explicou também que não só poder de mineração mas a capitalização também vai influenciar na escolha de qual será listada como “BTC”.

  1. bitFlyer: Desconhecido

bitFlyer e a maior casa de câmbio de Bitcoin no Japão e também assinou o acordo em Nova Iorque que sugere que a casa de trade vai oferecer algum tipo de suporte as moedas da corrente SegWit2X.

Mas bitFlyer ainda não se pronunciou publicamente.

  1. Kraken: Desconhecido

A plataforma de câmbio de criptomoedas, Kraken ainda não anunciou como vai tratar o hard fork SegWit2X.

  1. HitBTC: Corrente Original “BTC” Corrente SegWit2X “B2X”

Assim como a Bitfinex, HitBTC está fazendo câmbio do mercado de futuros da das duas correntes.

No dia 17 de Outubro HitBTC anunciou que vai listar a corrente SegWit2X como “B2X” e a corrente Original como “BTC”

Eles também especificou que se a comunidade decidir que a corrente da SegWit2X é a verdadeira, então será listada como “BTC”.

  1. Bitcoin.de: Desconhecido

A plataforma Alemã, Bitcoin.de ainda não especificou quais serão as decisões tomadas em relação ao SegWit2X.

  1. CoinsBank: Corrente Original “BTC”

Também conhecida como Bit-X, CoinsBank é uma casa de criptomoeda fundada no Reino Unido. Eles informaram que pretende continuar oferençendo suporte a corrente Original e não a corrente SegWit2X.

  1. CEX.IO: Corrente Original “BTC” Corrente SegWit2X “B2X”

CEX.IO é uma casa de cambio de Bitcoin fundada no Reino Unido. Em uma publicação CEX explicou que vai listar a corrente SegWit2x como “B2X” e a corrente Original como “BTC”.

  1. itBit: Desconhecido

A plataforma Americana, itBit ainda não especificou quais serão as decisões tomadas em relação ao SegWit2X.

  1. Gemini: Poder de Mineração Vai Decidir Qual Será “BTC”

Gemini, uma plataforma fundada no Estado Unidos explicou através de uma publicação no blog que no dia 24 de Outubro explicando que a corrente com o maior poder de mineração será chamada de “BTC”.

  1. Coinfloor: Desconhecido

Coinfloor é uma plataforma também fundada no Reino Unido, ainda não anunciou publicamente quais serão as ações tomadas em relação ao SegWit2X. Mas Coinfloor assinou uma declaração (como Bitstamp) insistindo no consenso e a habilitação da proteção de repetição, mas se refere ao outro hard fork o Bitcoin Unlimited.

  1. BTCC: Poder de Minesação Decide Qual Será “BTC”

BTCC uma casa de câmbio de Hong Kong que assim como Bitfinex e HitBTC, BTCC também está oferecendo mercado de futuros de ambas as correntes. A corrente Original está sendo referido como “1MB” e a corrente SegWit2X “2MB”.

  1. BitMarket: Desconhecido

A casa de câmbio Polonês, BitMarket ainda não anunciou publicamente como será tratado a corrente SegWit2X.

  1. QuadrigaCX:Desconhecido

A exchange Canadense QuadrigaCX ainda não se pronunciou publicamente a respeito do hard fork SegWit2X, mas QuadrigaCX também foi uma das empresas que assinou a declaração insistindo no consenso e a habilitação da proteção de repetição, mas se refere ao outro hard fork o Bitcoin Unlimited.

  1. Mercado Bitcoin: Corrente Original “BTC”

Mercado Bitcoin foi uma das empresas que assinou uma declaração em nome dos Brasileiros e Argentinos contra o SegWit2X.

  1. Bitso: Desconhecido

Bitso é uma casa de câmbio Mexicana que assinou o acordo em Nova Iorque, com isso a empresa recentemente confirmou que vai oferecer suporte a ambas as correntes mas ainda não sabe como vai ser os símbolos (ticker).

Além do acordo em Nova Iorque, a empresa assinou a declaração insistindo no consenso e a habilitação da proteção de repetição, que se refere ao hard fork o Bitcoin Unlimited.

  1. The Rock Trading: Corrente Original “BTC”

A casa de câmbio ainda não se pronunciou publicamente, mas a empresa também assinou a declaração insistindo no consenso e a habilitação da proteção de repetição, que se refere ao hard fork o Bitcoin Unlimited.

Mas em uma conversa com Bitcoin Magazine CTO Davide disse se as cada de trade for listar a corrente SegWit2X será como “S2X”.

  1. EXMO: Desconhecido

A plataforma EXMO foi fundada no Reino Unido e até o momento não se pronunciou publicamente a respeito do fork SegWit2X.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *