Venezuela deve abrir negociação internacional da Petro a partir de Outubro, afirma Maduro.

0 305

A criptomoeda apoiada pelo petróleo da Venezuela, a Petro, será usada para transações comerciais internacionais a partir de Outubro de 2018, de acordo com uma declaração dada em 21 de Setembro por Nicolás Maduro.

Nicolás Maduro apareceu no canal nacional VTV para proferir seu discurso sobre as últimas questões econômicas. Como citado pelo site da VTV, ele anunciou o próximo uso da Petro em nível internacional, afirmando:

“A Petro entra em jogo como moeda de troca, compra e moedas conversíveis para o mundo”.

Mas, o líder venezuelano não descreveu as áreas onde a Petro serão usada, nem citou nenhum país que esteje pronto para aceitar a criptomoeda apoiada pelo petróleo como pagamento.

A Venezuela vive uma crise econômica que deixou milhões de pessoas em uma situação completamente hostil. Maduro viu nas criptomoedas uma forma viável do país sair da alta inflação e da desvalorização crescente da moeda nacional, o bolívar. Sendo assim, a Petro foi criada como uma criptomoeda oficial do Estado venezuelano

Dessa forma, Nicolás Maduro pretende restabelecer o comércio com outros países. A Venezuela vive uma crise sem medidas e além da inflação, o país tem que lutar com as sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos. Sendo assim, parte do comércio internacional do país encontra-se praticamente congelado.

A Petro, como o próprio nome sugere, possui seu preço atrelado ao petróleo. Sendo assim, o valor da criptomoeda tem como base um barril de petróleo e foi uma forma que Maduro viu para continuar negociando petróleo com outros países.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.