É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

MPRJ quer reabrir processo por estelionato contra deputado eleito nos EUA

hypatia-h_f3f91be494f84e6c6aa609ac1c051255-h_7f356afd57988693bb1bf2f3cbb0886a-e1672112749149.jpg

Compartilhe:

O Ministério Público do Rio de Janeiro informou, na segunda-feira (2), que deve reabrir o processo de estelionato contra o deputado eleito nos Estados Unidos, Jorge Santosfilho de brasileiros.

O MPRJ e o julgamento da 2ª Vara Criminal de Niterói não tinham conhecimento do endereço para citação do réu, o que motivou a suspensão do processo e do curso do prazo prescricional.

No entanto, após a notícia de que Santos assumiuá cargo de deputado nos EUA, com paradeiro identificado, a Promotoria de Justiça irá peticionar no processo, informando que agora tem o endereço certo onde poderá ser citado, solicitando a expedição de carta rogatória para sua citação e andamento regular do processo.

Conforme os autos do processo, em 2008, Santos furtou um talão de cheques que usava para fazer compras em Niterói. Os cheques, no valor de R$ 2.144,00, não tinham fundo.

Ele chegou a ser indiciado na época pela polícia e denunciado pelo MPRJ posteriormente, mas como nunca mais foi localizado, a Justiça suspendeu o processo em 2013.

Em entrevista ao New York Post, Santos negou ter sido acusado de qualquer crime no Brasil.

“Eu não sou um criminoso aqui – nem aqui ou no Brasil ou em qualquer jurisdição do mundo. Absolutamente não. Isso não aconteceu”, disse.

Mentiu no currículo

George Santos ganhou destaque na mídia após ser noticiado que ele teria mento no currículo – informação confirmado por ele posteriormente.

Deputado eleito pelo Partido RepublicanoSabtos disse que mencionou sobre partes de seu curriculomas resistiu ter cometido algum crime e disse que pretende servir no Congresso.

Santos levantou escrutínio sobre discrepâncias em seu histórico profissional e educacional, bem como outras reivindicações públicas que ele fez sobre sua biografia.

*Com informações de Pamela Brown , Carolyn Sung e Jack Forrest, da CNN

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *