ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Ministério da Justiça divulga balanço da Força Nacional no Rio

Arquivoag.jpg

Compartilhe:

Após o segundo pedido de prorrogação na permanência dos agentes da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), o Ministério da Justiça divulgou um balanço das ações das tropas federais, que estão ocorrendo no Rio de Janeiro, nos últimos meses.

Segundo o governo, entre outubro de 2023 e fevereiro de 2024, o trabalho em conjunto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Força Nacional teve o seguinte balanço:

  • – 556 veículos recuperados
  • – 6.803 munições apreendidas
  • – 55 armas curtas aprendidas
  • – 27 fuzis apreendidos
  • – 991 pessoas detidas
  • – R$ 1,7 milhão em cargas recuperadas
  • – R$ 444 mil de origens ilícitas apreendidas
  • – 8,3 mil quilos de maconha apreendida
  • – 299 quilos de cocaína apreendidos
  • – 67 mil comprimidos de ecstasy

A CNN Procure o Ministério da Justiça e Segurança Pública para saber quanto custou até o momento, o envio das tropas federais para o Rio de Janeiro. Mas não recebemos uma resposta.

No final do mês de março, o governador do Rio, Cláudio Castro, solicitou a prorrogação da permanência dos agentes da Força Nacional. O pedido foi aceito e autorizado pelo ministro da Justiça Ricardo Lewandowski. É a segunda vez que esse pedido é feito.

Os agentes da Força Nacional estão no Rio de Janeiro desde outubro do ano passado, após vários episódios de violência que desencadearam uma crise na segurança pública no governo Cláudio Castro.

No começo, eram 300 agentes operando, principalmente, nas rodovias federais, com o objetivo de combater o crime organizado e a entrada de armas e drogas. No entanto, de acordo com a última portaria assinada pelo ministro Ricardo Lewandowski, dessa vez, o “contingente a ser disponibilizado, obedecerá ao planeamento definido pela Diretoria da Força Nacional, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça”.

Para um CNNo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) afirmou que o policiamento ostensivo da Força Nacional no Rio é exigido pela PRF, para aperfeiçoar o combate aos delitos.

Dessa maneira, os pontos de bloqueio são alternados nas rodovias federais de acordo com a dinâmica de atuação dos grupos criminosos. Além disso, as fortes chuvas na região também tiveram influência nos pontos de atuação da Força Nacional.

Ainda segundo o ministério, nesta operação em apoio ao Governo do Estado do RJ e à PRF, há montagem diária de pelo menos 6 postos, pontos de bloqueio e fiscalização. Sendo 5 são na Rodovia Washington Luiz (BR-040), e um na Rodovia Presidente Dutra (BR-116).

Fonte

Leave a Comment