Mineração limpa de Bitcoin liderada por DMG e Argo

0 166
Empresas de blockchain focadas em ecologia estão procurando promover um espaço de criptomoedas neutro em carbono.

A DMG Blockchain Solutions e a Argo Blockchain anunciaram uma parceria que fará com que as duas empresas de blockchain focadas em ecologia trabalhem para a descarbonização da indústria cripto.

Assinada sob o Crypto Climate Accord (CCA), a parceria visa trabalhar junto para alcançar emissões líquidas zero de todas as operações relacionadas às criptomoedas, especialmente a mineração. A CCA é uma entidade inspirada no Acordo Climático de Paris, cujo principal objetivo é promover a transparência dos participantes da indústria cripto em relação a uma mudança em direção à mineração limpa.

De acordo com um comunicado de imprensa publicado hoje, a DMG e a Argo são membros fundadores da CCA, o que lhes dá a oportunidade de direcionar o mercado para as metas energéticas até 2030.

Comentando a parceria com a DMG Blockchain Solutions, o CEO Sheldon Bennett destacou o compromisso da empresa com a “transparência e boa governança”. Segundo ele, colaborar com a Argo permite que ele aplique os valores acima para uma indústria cripto sustentável.

“Juntos, podemos finalmente colocar as rodas em movimento para transformar a indústria de criptomoedas em uma que se concentre em energia renovável”, acrescentou.

A parceria entre os dois signatários da CCA vem em um momento em que há um debate renovado sobre o uso de energia e o impacto da mineração de Bitcoin no meio ambiente.

Nesta semana, o preço do Bitcoin caiu quase 20% (na quarta-feira, 12 de maio) depois que a Tesla anunciou que havia suspendido o uso do BTC como método de pagamento para seus carros elétricos. Como apontou o CEO da empresa, Elon Musk, a decisão surgiu por questões ambientais devido ao uso de combustíveis fósseis.

Embora os críticos ainda apontem para as enormes demandas de energia para a mineração de Bitcoin e sua pegada de carbono, os defensores apontam para o fato de que a mineração de BTC já está confiando no aumento da energia renovável.

Em março, a Argo e a DMG assinaram um acordo que lhes permitiu lançar um pool de mineração de Bitcoin totalmente alimentado por energia limpa. Peter Wall, o CEO da Argo, observou na época que avançar em direção ao Bitcoin “verde” ajudaria a abordar a questão das mudanças climáticas.

“À medida que mais dados continuam a surgir sobre o impacto da mineração do Bitcoin no meio ambiente, é imperativo que a indústria tome medidas reais e tangíveis”, disse Wall em um comunicado, comentando sobre sua última parceria.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Credit: Fonte

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: