Bitfury abrirá novos centros de mineração de Bitcoin no Paraguai.

0 486

Bitfury, empresa de tecnologia e mineração Bitcoin (BTC), planeja lançar várias instalações de mineração no Paraguai, de acordo com um comunicado de imprensa publicado quinta-feira, 31 de Janeiro.

A empresa fará parceria com a Fundação Commons, que está situada em Seul, na Coréia do Sul. Ambas as empresas estão prontas para abrir e operar um centro de Bitcoin que processará transações no Paraguai.

De acordo com os relatórios oficiais, a parceria faz parte do “projeto Golden Goose”, criado pela Fundação Commons. A ideia é criar um grande centro de criptografia que possa ser usado para mineração e câmbio. O projeto tem o apoio oficial do governo do país e receberá benefícios fiscais.

De acordo com o anúncio, as instalações de mineração no Paraguai serão responsáveis ​​por cerca de 200.000 metros quadrados, com eletricidade fornecida por uma subestação de energia de 500 MW.

A Bitfury afirma que toda a energia usada pelos centros de mineração será renovável, já que o Paraguai é o lar do maior produtor de energia hidrelétrica do mundo, a usina hidrelétrica de Itaipu.

Mineração de Bitcoin no mundo.

A Bitfury e a Commons Foundation também estão preparadas para colaborar em outras iniciativas importantes. Uma delas é o lançamento de uma câmbio global de criptografia que é previsto para o final de 2019.

As duas empresas planejam criar um intercâmbio que atenda os usuários na América Latina, uma região que não possui uma grande variedade de câmbio no momento. A maioria dos que são usados ​​pelas pessoas na região é internacional e não tem necessariamente uma versão local ou são de empresas locais com um alcance mais curto.

Fonte cointelegraph

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: