É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Milton Ribeiro é solto, mais um suspeito de caso Dom e Bruno e mais de 23 de junho

Compartilhe:

A cassação da prisão preventiva do ex-ministro da Educação Milton Ribeirosuspeito de prática de tráfico de influência e controleea prisão de mais um suspeito de participar do assassinato de Dom Phillips e Bruno Pereira estão entre os destaques desta quinta-feira (23).

Ex-ministro Milton Ribeiro é solto

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro deixou o prédio da Polícia Federal (PF) em São Paulo onde estava detido desde quarta-feira (22). A decisão que cassou a prisão preventiva de Ribeiro partiu do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Suspeito do caso se apresenta à polícia

Um homem se apresentou à Polícia Civil de São Paulo e afirmou ter participado da morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Philips, desaparecidos no dia 5 de junho, na região do Vale do Javari, Amazonas. O homem, identificado como Gabriel, diz ter recebido um de Amarildo Costa de Oliveira para pilotar convite na viagem, mas alega não ter conhecimento ocasião sobre as intenções de Pelado.

Procurador que agrediu seu colega é preso

O procurador Demétrius Oliveira de Macedo foi preso após ser agredido e um colega Gabriel Samadello Monteiro de Barros no município de Registro, no interior paulista. O juiz Raphael Ernane Neves, da Primeira Vara Criminal do Foro de Registro, no interior de São Paulo, decretou a prisão preventiva na última quarta-feira (22).

BC eleva a projeção do PIB

A projeção oficial do Banco Central para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2022 passou de 1% para 1,7%. Dio Guillen, o diretor de economia econômica ao longo do ano, Dio Guillen, explicou que os próximos meses de atividade econômica ao longo do ano 20 de melhoria econômica ao longo da economia e não estão mais próximos da atividade econômica ao longo dos próximos 20 anos, tanto nos próximos anos,

Menina vítima de aborto

O Ministério Público Federal (MPF) confirmou anos1 anos de gestação da menor de 1 vítima de violência em Santa Catarina. De acordo com a assessoria de comunicação do Ministério Público, o procedimento foi realizado na quarta-feira (22) à noite. A Justiça de SC havia impedido a realização do aborto.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.