ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Maduro rebate Milei após argentino sugerindo união de países para sancionar Venezuela

Nicolas Maduro Em Programa De Podcast E1712306495135.png

Compartilhe:

O presidente venezuelano Nicolás Maduro criticou na quinta-feira (4) a posição do presidente da Argentina, Javier Milei, que sugeriu uma união de países latinos para a aplicação de sanções contra a Venezuela.

Em entrevista no último domingo (31) ao jornalista Andrés Oppenheimer, da CNNMilei foi questionado se adotaria medidas para “promover a democracia” na Venezuela.

“Aqui [na Argentina], o governo anterior não teria condenado uma ditadura. Então, por princípio, nós [Argentina, Peru, Uruguai e Costa Rica] fizemos uma reportagem enfática que expressou esses alertas e, obviamente, se nós tivermos que ir adiante com avaliações, eu não teria nenhum tipo de problema com isso”, respondeu Milei.

Rebatendo a posição do argentino, Maduro diz que o que chegou ao poder com Milei na Argentina “foi o fascismo, o sionismo, que é o novo fascismo”.

Discurso de posse de Javier Milei
O presidente da Argentina, Javier Milei, fala aos apoiadores fora do Congresso Nacional, após apresentação de posse, em 10 de dezembro de 2023, em Buenos Aires / Marcelo Endelli/Getty Images

“Agora Milei fala sobre como vai liderar uma cruzada para que a Venezuela seja sancionada, cercada e espancada”, disse o presidente durante entrevista em seu programa intitulado “Maduro Podcast”.

Em sua entrevista com a CNNo líder argentino falou, ainda, em “carnificina sem precedentes” na Venezuela, e comparou o país de Maduro à “ilha-prisão de Cuba”, além de acusá-lo de promover uma ditadura.

Maduro, na presença de pedido no programa, argumentou que o novo governo argentino deixou o país sem os “símbolos da Argentina rebelde e profunda”, e que há tentativa de derrubar outros nomes marcantes na política, citando o caso da ex-presidente Cristina Kirchner , que teve uma arma apontada para o seu rosto em tentativa de assassinato por um brasileiro em setembro de 2022.

O rival de Milei, contudo, disse ter confiança no povo argentino.

“[O povo argentino] é o povo de San Martín, assim como o nosso povo venezuelano é o povo de Bolívar, contamos os dois grandes libertadores da América do Sul e do norte da América do Sul.”

Fonte

Leave a Comment