Luz verde para Receita obter dados sobre identidade de contribuintes de criptomoedas

0 60
Um tribunal americano decidiu que é legalmente permitido ao Serviço de Receita Federal obter informações sobre os usuários de criptomoedas

Um tribunal federal americano no norte da Califórnia decidiu a favor do Serviço de Receita Federal (IRS), permitindo que a agência obtenha mais detalhes das transações dos usuários na bolsa de Kraken. A decisão determinou que a bolsa de criptomoedas apresentasse informações à agência mediante solicitação. A Receita Federal poderá agora conhecer a identidade dos contribuintes americanos que utilizaram criptomoedas, servindo uma “Intimação de Desconhecidos” na bolsa de valores.

O Departamento de Justiça revelou que o órgão fiscal e de receita estava interessado em informações sobre os contribuintes que realizavam transações criptográficas de valor superior a 20 000 $, entre 2016 e 2020. A Receita Federal está alegadamente atrás de um “grupo ou classe de pessoas determinável” que pode ter infringido as leis de declaração de impostos e de receita interna ao não declarar sua parte honesta dos ganhos.

Há um total de cinco classes de contribuintes americanos em questão que a Receita Federal está investigando. As atividades que a Receita Federal está monitorando estão relatando uma quantidade menor de renda do que a realmente obtida com a negociação de criptomoedas e com mais de uma conta ao mesmo tempo em que converte moedas em criptomoedas e depois de volta à moeda soberana sem qualquer ganho econômico.

Diz-se que Kraken, por sua vez, não cometeu nenhuma atividade ilegal. A Receita Federal, no entanto, fará questão de verificar se a bolsa está em conformidade com as obrigações de manutenção de registros, tais como a regulamentação “Know Your Customer” (Conheça seu Cliente). Nos documentos do tribunal, o comissário da Receita Federal, Chuck Rettig, explicou que a “intimação de desconhecidos” se destinava a identificar os contribuintes que utilizam criptomoedas para fugir da declaração e do pagamento de impostos.

O Procurador-Geral Adjunto da Divisão Fiscal do Departamento de Justiça afirmou que a medida permitiria à agência acompanhar as obrigações fiscais dos contribuintes que utilizam ativos digitais.

“Quem faz transações com criptomoedas deve cumprir suas obrigações fiscais como qualquer outro contribuinte”, acrescentou.

Esta não é a primeira vez que a Receita Federal adota a via da “Intimação de Desconhecidos” em relação às bolsas de criptomoedas nos EUA. O órgão fiscal serviu anteriormente uma “intimação de desconhecidos” na Coinbase, em 2016. Foi um esforço bem sucedido, pois a Receita Federal obteve a informação de 13 000 clientes através da bolsa.

A bolsa tem estado sob investigação desde o incidente, embora o assunto tenha sido esclarecido. A Receita Federal também realizou uma “intimação de desconhecidos” para outras empresas fora do setor criptográfico. No mês passado, um tribunal federal em Massachusetts autorizou a Receita Federal a servir uma intimação na empresa de tecnologia de pagamentos “peer-to-peer”, Circle.

Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Credit: Fonte

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: