ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Lula parabeniza Claudia Sheinbaum, presidente eleita do México

Br Cnn 070524 Tv Brasil Frame 33116 E1715084622797.jpeg

Compartilhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta segunda-feira (3), que ficou feliz com a vitória de Cláudia Sheinbaum, nas eleições presidenciais do México.

A declaração foi dada pouco antes da recepção do presidente da Croácia, Zoran Milanović, no Palácio Itamaraty.

“Estou muito feliz com a vitória dela, porque ela representa o meu grande companheiro López Obrador, que fez um governo extraordinário e portanto acho que o método será garantido democraticamente. Estou feliz por ser uma mulher também”, afirmou o presidente.

Lula contou que deve fazer uma ligação com Claudia Sheinbaum no fim da tarde. Ela assume o mandato em 1° de outubro.

O presidente sinalizou ainda que deve viajar ao México este ano. E que busca aumentar o fluxo comercial entre os dois países.

Quem é Claudia Sheinbaum?

Conhecida como “la Doctora” por suas credenciais acadêmicas, Claudia Sheinbaum é uma física com doutorado em engenharia energética, ex-prefeita de uma das cidades mais populosas do mundo e fez parte do painel de cientistas climáticos das Nações Unidas que recebeu o Prêmio Nobel da Paz.

Enquanto estudava para sua graduação na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), ela se envolveu na política estudantil, protestando contra a privatização da educação pública. Após se formar, ela estudou engenharia energética na Universidade da Califórnia, Berkeley, onde se tornou fluente em inglês e obteve um mestrado, antes de retornar à UNAM para estudos de doutorado.

Sheinbaum entrou na política em 2000, quando foi nomeada secretária de meio ambiente da Cidade do México por Obrador, então chefe do governo da cidade.

Em 2015, ela se tornou a primeira mulher eleita chefe do distrito de Tlalpan, na Cidade do México, atuando até 2017. No ano seguinte, ela foi eleita chefe do governo de toda a cidade – novamente, a primeira mulher a fazer isso – deixando o cargo em junho de 2023 para iniciar sua candidatura à presidência.

Na disputa deste fim de semana, Sheinbaum venceu com cerca de 60% dos votos na maior eleição da história do Méxicomarcando uma conquista em um país majoritariamente católico, conhecido por sua cultura profundamente patriarcal.

Fonte

Leave a Comment