ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Legisladores instam a administração Biden a reconsiderar o veto à revogação do SAB 121

1717200339 Pro Crypto Congress.jpg

Compartilhe:

Uma coligação bipartidária de legisladores instou a administração Biden a abandonar a sua planeja vetar a proposta do Congresso para revogar o controverso Boletim de Contabilidade do Pessoal nº 121 da SEC (SAB 121).

A carta, datada de 30 de maio, pedia ao governo que instasse a SEC a rescindir a norma ou a assinar a proposta do Congresso para revogar as normas contabilísticas em lei.

Ignorando o processo tradicional

A carta destacou os riscos potenciais colocados aos consumidores e ao setor financeiro pelo atual tratamento contabilístico exigido para ativos digitais.

O SAB 121, publicado em 31 de março de 2022, exige que as entidades que protegem ativos digitais para clientes consolidem esses ativos em seus balanços e forneçam divulgações específicas.

De acordo com a carta, este requisito diverge do tratamento contabilístico de outras classes de ativos e potencialmente expõe os consumidores a riscos acrescidos, ao desencorajar as instituições financeiras regulamentadas de gerirem ativos digitais.

Os legisladores enfatizaram que o Government Accountability Office (GAO) classificou o SAB 121 como uma regra sob a Lei de Procedimento Administrativo (APA) e a Lei de Revisão do Congresso (CRA).

A carta criticava a SEC por ignorar o processo tradicional de regulamentação de notificações e comentários, o que permitiu à SEC evitar uma votação completa da comissão e impediu que as partes interessadas fornecessem sugestões.

Apoio bipartidário para revogação

A carta destacou que a revisão e rescisão dos boletins contábeis do pessoal está dentro da autoridade da SEC, citando que a maioria das últimas três décadas envolveu revisões ou rescisões.

Os legisladores escreveram que, apesar deste precedente, o presidente da SEC Gary Gensler manteve-se firme na manutenção da orientação do SAB 121 em detrimento da indústria.

Os signatários da carta, que incluem senadores Cynthia Lummis e os representantes Patrick McHenry, Andy Barr, Tom Emmer, Mike Flood, French Hill, Dan Meuser, Wiley Nickel e Ritchie Torres argumentaram que o apoio bipartidário ao HJRes.109 – uma resolução que expressa a desaprovação do Congresso ao SAB 121 – demonstra oposição generalizada ao a regra.

Os legisladores instaram o presidente Biden a sancionar a resolução ou a colaborar com a SEC para revogar a orientação. A carta afirmava:

“O Congresso falou: a votação do SAB 121 CRA enviou uma mensagem clara e bipartidária à SEC de que esta política equivocada é prejudicial aos consumidores e a orientação da equipe não era apropriada para impor mudanças políticas e deve ser anulada.”

Os legisladores alertaram que se o Presidente Gensler continuar a defender o SAB 121, a resolução que desaprova a regra deve ser transformada em lei ou permitida a entrar em vigor.

O debate em curso sobre o SAB 121 reflete tensões mais amplas relativamente ao tratamento regulamentar dos ativos digitais e ao papel das instituições financeiras na gestão destes instrumentos financeiros emergentes.

Mencionado neste artigo

Fonte

Leave a Comment