ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Justiça vê ilegalidade na apreensão de passaporte de sócio de Renato Cariani

Sociacariani.jpg

Compartilhe:

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) cassou a decisão de apreensão do passaporte a Roseli Dorth, empresária e sócia do influenciador fitness Renato Cariani.

A decisão é do desembargador Marcos Correa, da 6ª Câmara Criminal, que considerou ilegal a apreensão do documento.

De acordo com uma operação feita pela Polícia Federal (PF) no final do ano passado, Roseli e Cariani são sócios-proprietários da empresa Anidrol Produtos para Laboratórios, que teriam fornecido insumos químicos para o tráfico de drogas e dissimulados essas vendas em notas fiscais.

No decorrer do processo que investiga o caso, a Justiça determinou a apreensão do passaporte da empresária a pedido do Ministério Público (MP). No entanto, a defesa de Roseli entrou com pedido de Habeas Corpus para cassar a decisão.

A defesa alegou que a Justiça não precisou importar qualquer medida restritiva à empresa durante o processo, tendo em vista que Roseli sempre colaborou e ainda colabora com as investigações. Assim, segundo o advogado, não há motivos que justifiquem a apreensão do documento.

Na decisão desta quarta-feira (24) obtida pela CNN, o desembargador acatou os argumentos da defesa e determinou que o passaporte não fosse compreendido. Contudo, se Roseli precisar viajar para o exterior, deverá avisar a Justiça com antecedência mínima de 15 dias.

Cariani também conseguiu liberar o passaporte.

Galeria – Veja fotos de Cariani

À reportagem, o advogado de defesa Conrado Gontijo afirmou que desde que tomou conhecimento das investigações, apresentou esclarecimentos e mais de 100 documentos que comprovam a sua completa inocência da empresária.

Gontijo reiterou que a decisão do TJSP deixa claro que não há qualquer motivo para a imposição de qualquer medida cautelar ao seu cliente.

Fonte

Leave a Comment