É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Justiça do RJ concede liberdade condicional ao goleiro Bruno

goleiro_bruno-e1660163044236.jpg

Compartilhe:

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) concedeu liberdade condicional ao goleiro Bruno Fernandes em decisão datada de quinta-feira (12). O documento é assinado por juíza Ana Paula Abreu Filgueiras.

A juíza aponta que Bruno cumpriu regularmente as condições de prisão domiciliar. “Se este Juízo negasse ao apenado a obtenção do livramento pelos fundamentos expostos pela MP estaria presente como legislador positivo, erigindo requisito não previsto em lei”, diz o documento.

A decisão prevê que o jogador precisa comparecer a cada três meses em um dos anexos do Patronato Magarino Torres, da Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro, para assinar o boletim de frequência e manter atualizados seu endereço e suas atividades.

Desde julho de 2019, Bruno cumpre pena em regime domiciliar semiaberto, após decisão da Justiça de Minas Gerais.

O jogador foi condenado em 2013 a 20 anos e nove meses de prisão, por crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de caso da modelo e ex-namorada Eliza Samudio, desaparecida em 2010 aos 25 anos.

UMA CNN questionou o Ministério Público para saber se haveria recurso e entrou em contato com a defesa do goleiro Bruno para comentar a decisão. Quando houver retorno, uma reportagem será atualizada.

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *