J.P Morgan lança criptomoeda própria.

A primeira criptomoeda criada por um grande banco dos EUA está aqui - e é do J.P. Morgan.

0 613

Engenheiros do gigante bancário criaram o ‘JPM Coin’, um token digital que será usado para liquidar instantaneamente transações entre clientes de seus negócios de pagamentos institucional.

Enquanto seu CEO, Jamie Dimon, é notório por seus comentários críticos sobre o bitcoin, o banco de investimento JPMorgan está se preparando para um futuro onde blockchain é uma parte fundamental da infraestrutura financeira com a criação da sua própria criptomoeda..

De acordo com um relatório da CNBC nessa quinta-feira dia 14 de Fevereiro, a criptomoeda estará pronta para testes do mundo real em “alguns meses”.

O JPM Coin será usado para liquidar uma pequena parte de suas transações entre clientes de seus negócios de pagamentos por atacado em tempo real, diz a CNBC. O banco movimenta mais de US $ 6 trilhões por dia como parte desse negócio, acrescenta.

Umar Farooq, líder do blockchain da JPMorgan, apresentou três principais casos de uso para o token do banco, incluindo a substituição de transferências bancárias para pagamentos internacionais por grandes clientes corporativos e o corte de tempos de liquidação de dias para segundos.

Ele também poderia ser usado para fornecer liquidação instantânea para emissões de títulos, bem como para substituir dólares americanos mantidos internacionalmente por subsidiárias de grandes corporações usando os serviços de tesouraria do JPMorgan.

“O dinheiro circula por todo o mundo em uma grande empresa”, disse Farooq. “Existe uma maneira de garantir que uma subsidiária possa representar caixa no balanço sem precisar conectá-lo à unidade? Dessa forma, eles podem consolidar seu dinheiro e, provavelmente, obter melhores taxas para isso. ”

Eventualmente, a moeda do JPM poderia ser usada para pagamentos via smartphone, acrescentou.

“Quase toda grande corporação é nosso cliente, e a maioria dos grandes bancos do mundo também são”, concluiu Farooq. Assim, mesmo usando apenas o token entre os clientes do JPMorgan “não deveria nos deter”.

A J.P Morgan está apostando que seu status de pioneira e grande participação de mercado em pagamentos corporativos – ela cobre 80% das empresas da The Fortune 500 – dará à sua tecnologia uma boa chance de ser adotada, mesmo que outros bancos criem suas próprias moedas.

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: