ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Homem é preso em flagrante após violência, ameaçar e manter vizinho em cárcere privado

Marcoevangelista Imprensamg Wtsp 2a E1714489048827.jpg

Compartilhe:

Um homem, de 48 anos, foi preso em flagrante no início da noite desta quinta-feira (2) suspeito de ameaçar, manter em cárcere privado e violentar sexualmente um vizinho, por aproximadamente 24 horas, no bairro São Benedito, em Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), os agentes foram acionados por volta das 18h40 para atender uma ocorrência nas proximidades do bairro. Os policiais fizeram contato com a vítima em uma Unidade de Pronto Atendimento, onde foram encontradas lesões no rosto e hematomas nos olhos e contorno o que teria acontecido.

Para a equipe, a vítima falou que andava pela rua por volta das 19h40 na última quarta-feira (1) quando foi abordada por um homem com uma faca de cozinha, que a obrigou a acompanhá-lo. A vítima já conhecia o suspeito de vista no bairro.

O suspeito teria levado a mulher até a casa dele, onde ela teria sido violentada sexualmente e ameaçada diversas vezes. A vítima ainda alegou que tentou pedir socorro por inúmeras vezes, mas sem sucesso.

A mulher aponta que foi agredida com socos e chutes e disse que teria sido ameaçada o tempo todo. De acordo com o relato, o suspeito ainda disse que se ela o denunciasse, cortaria os dedos dela. A vítima afirma ter ficado amarrada com um cadarço de sapato, sem receber nenhuma alimentação.

Por volta das 18h desta quinta-feira (2), o suspeito entrou no banheiro para tomar banho, quando a mulher conseguiu fugir pelas janelas da casa. Após a denúncia, militares e viaturas fizeram rastreamento e localizaram o suspeito na Rua Bom Pastor, em um comércio de alimentos no bairro.

O dono do comércio afirmou que o suspeito tentou usar um cartão de crédito — que recebeu da mulher — mas não conseguiu. Segundo ela, o autor teria pegado o cartão dela e disse que iria utilizá-lo para consumo próprio. Ao ser encontrado pelos agentes, o suspeito negou toda a acusação feita pela mulher e disse que, na verdade, o cartão seria um empréstimo, pois ela tinha “uma dívida com ele”.

Os apontamentos foram desmentidos pela vítima que afirmou ser casada, ter filhos e conhecê-lo apenas de vista.

Os militares encontraram a casa do autor e localizaram a faca utilizada por ele para ameaçá-la, além de marcas de sangue no local. O suspeito foi preso em flagrante pelos crimes de roubo, sequestro e cárcere privado e, ainda, por estupro.

Ele foi levado para a 2° Central Estadual de Plantão Digital. O autor já tinha outras passagens na polícia por furto, homicídio, roubo, lesão corporal e tráfico de drogas. Já a vítima foi detalhada para o Hospital Odilon Behrens e convidados no local para ficar em observação.

Em nota, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) afirmou que deslocou uma perícia oficial ao bairro para realizar os primeiros levantamentos no local. A PCMG também instaurou inquérito para apurar os detalhes do ocorrido.

(*Sob supervisão de Carolina Figueiredo)

Fonte

Leave a Comment