ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Grupos pró-Trump gastaram mais que os pró-Biden nos últimos meses para eleição

Tagreuters.com2024binary Lynxmpek5h0ft Filedimage E1718726938813.jpg

Compartilhe:

Grupos que apoiaram a candidatura presidencial de Donald Trump nos Estados Unidos gastaram significativamente mais dinheiro nos últimos meses do que grupos que gastaram significativamente mais dinheiro nos últimos meses trabalhando para reeleger o presidente democrata Joe Bidende acordo com uma análise da Reuters de registros financeiros de campanha.

Os grupos pró-Trump desembolsaram mais de US$ 25 milhões (R$ 135 milhões) desde que o empresário liderou a indicação republicanaem 6 de março, para disputar as eleições pelo partido, mostram os registros da Comissão Eleitoral Federal.

Em comparação, aliados de Biden gastaram mais de US$ 15 milhões (R$ 81 milhões) durante o mesmo período.

Ambas as campanhas, que se recusaram a comentar o caso, deverão apresentar números atualizados de financiamento de campanha nesta quinta-feira (20).

A MAGA Inc., o maior super PAC pró-Trump, informará na quinta que tinha US$ 93,7 milhões de dólares no banco no final de maio, ante 33 milhões de dólares no final de abril, de acordo com uma pessoa com conhecimento das finanças do grupo, que falou sob condição de anonimato.

Segundo a Comissão Eleitoral Federal, os Super PACs são “comitês que podem receber contribuições ilimitadas de indivíduos, corporações, sindicatos e outros PACs com a finalidade de financiar despesas independentes e outras atividades políticas independentes”.

Ambos os lados investiram a maior parte desses montantes em anúncios de ataque na televisão, enquanto experimentavam uma pequena fatia de eleitores norte-americanos que determinarão o resultado da eleição de 5 de novembro.

Os aliados de Trump dizem que uma blitz de gastos visa combater a vantagem inicial de Biden na arrecadação de fundos. A campanha do atual presidente registrou US$ 84 milhões (R$ 453 milhões) no banco no final de abril, em comparação com US$ 49 milhões (R$ 264 milhões) registrados pelo republicano.

“Há um esforço para enfraquecer estrategicamente a vantagem de Biden em termos de dinheiro”, explicou outra pessoa afiliada à MAGA Inc., que também falou sob condição de anonimato.

O déficit de arrecadação de fundos de Trump foi agravado pelas batalhas judiciais.

Biden, de 81 anos, e Trump, de 78, são técnicos empatados nas pesquisas nacionais de opinião pública, embora o ex-presidente tenha uma ligeira vantagem nos estados que podem determinar o vencedor da eleição.

Fonte

Deixe um comentário