Fundador da Empiricus é preso pelo FBI acusado de roubar US$ 750 mil.

1 885

Marcos Eduardo Elias, gestor de fundos brasileiro e fundador da Empiricus, tinha sido preso em Junho na Suíça, foi extraditado para o EUA a pedido do FBI. Ele foi incriminado por participar de um esquema que roubou US$ 750 mil de um banco em Nova York.

Marcos Eduardo Elias utilizou identidades falsas para dar o golpe do qual é acusado, mostra um documento divulgado pelo Departamento de Justiça dos EUA.

Segundo o procurador de Manhattan, Geoffrey S. Berman, o esquema descoberto era “sofisticado” e envolvia uma empresa de fachada no Panamá e uma conta bancária em Luxemburgo ao qual utilizaram para praticar atos ilícitos.

O diretor assistente do FBI, William F. Sweeney Jr., explica que Elias, se passando por funcionário do titular da conta, supostamente roubou centenas de milhares de dólares que não lhe pertenciam.

“Ele agora foi trazido de volta aos Estados Unidos para que a justiça seja feita e devolver todo o dinheiro que roubou”.

Marcos Eduardo Elias esta processando a empresa Empiricus.

A Empiricus é uma empresa brasileira fundada em 2009 e com sede em São Paulo, especializada em publicação de conteúdo financeiro e de idéias de investimentos.

Marcos Eduardo Elias, fundador da Empiricus, ao qual deixou a empresa em 2012 para se dedicar a outros negócios, diz que os demais sócios da Empiricus, fecharam contrato com a Ágora no momento de sua saída, mas não revelaram pra ele.

Elias pede 100 000 reais (segundo ele, esse é o valor pelo qual vendeu sua participação e que ainda não foi pago), além de uma indenização que pode chegar a 10 milhões de reais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.