Fundador da Empiricus confessa crime de fraude e roubo.

1 683

O gestor e analista do mercado financeiro Marcos Eduardo Elias, confessou nesta semana à Justiça dos Estados Unidos ter conspirado para promover fraude para roubar US$ 750 mil de instituições financeiras em Manhattan, segundo comunicado divulgado pelo Departamento de Justiça dos EUA em nome do procurador Geoffrey S. Berman, do Distrito Sul de Nova York. 

O brasileiro teria admitido a culpa à juíza Laura Taylor Swain. O analista deve aguardar o julgamento que está previsto para o dia 4 de Abril, onde poderia ser condenado a até 30 anos de prisão. A sentença mínima obrigatória é de dois anos.

O gestor e analista de investimentos está detido desde Agosto de 2018 nos Estados Unidos. Marcos Elias foi preso na Suíça e extraditado para o EUA no ano passado.

O fundador da Empiricus estava envolvido em um esquema que desviou mais de US$ 750 mil (cerca de R$ 2,7 milhões) de um banco de Nova York. Ele teria usado documentos falsificados de clientes brasileiros.

O ministério público norte-americano acusou Elias de criar um esquema de fraude “sofisticado”. Ele teria utilizado uma empresa de fachada no Panamá e uma conta bancária em Luxemburgo. As fraudes teriam envolvidos contas de um dos integrantes da família Zaffari, controladora do grupo varejista Zaffari.

Elias foi um dos fundadores da consultoria de investimentos Empiricus em 2010. Ele permaneceu na empresa até 2012. 

Fonte infomoney
1 comentário
  1. Grupo Bitcoin Banco denuncia golpe de R$ 50 milhões em Exchanges - Bitcoin Marília

    […] a alteração, foi possível monitorar de perto cada pedido feito e, desta forma, identificar os fraudadores. Por outro lado, o ritmo mais lento acabou provocando um acúmulo atípico de solicitações de […]

Compartilhe sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: