É Top Saber - Notícias e Análises

Redes sociais

Família de jornalista desaparecido implora por buscas: “Enviem a Força Nacional”

dom-phillips-1.jpg

Compartilhe:

Após a notícia do desaparecimento de Dom Phillips e Bruno Pereira, neste domingo, 5, n. Amazonasa família do jornalista implorou às autoridades que iniciaram as buscas na região mais rápida possível.

O Ministério Público Federal (MPF) afirma que já acionou a Polícia Federal, a Polícia Civil, a Força Nacional, a Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari e a Marinha do Brasil para encontrar o jornalista e o indigenista. Ainda segundo o MPF, quem vai buscar é a Marinha do Brasil pelo Comando de Operações Navais.

“Imploramos às autoridades brasileiras que invejam a Força Nacional, a Polícia Federal e todos os nossos poderes à sua provisão para encontrar Dom”, disse o cunhado do jornalista Dom Phillips, Paul Sherwood, em uma rede social. “Ele ama o Brasil e sua vida precoce à cobertura da Floresta Amazônica”.

“Entendemos que o tempo é essencial, então, por favor possível, encontramos nosso Dom o mais rápido”, contínuo.

Área remota

Segundo um funcionário do Ibama, que prefere não identificar, a região do Vale do Javarí faz fronteira com a Colômbia e o Peru, é de difícil acesso, conflituoso e concentra muitos pontos de garimpo ilegal. Além disso, a área também é uma rota de tráfico de cocaína.

Em nota, o MPF informa que instaurou um procedimento administrativo para apurar o caso e acionou as autoridades para buscar os dois homens desaparecidos entre a comunidade de São Rafael e o município de Atalaia do Norte (AM).

O Univa dos Direitos do Jornalista Dom Phillips do Indígenista Bruno Pereira foi confirmado nesta segunda-feira (6) pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari – Ja e do Observatório dos Povos Indígenas Isolados e de Contato Recente. Eles desapareceram (5) enquanto faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até o município de Atalaia do Norte, no Amazonas.

Ainda no domingo uma equipe saiu de Atalaia do Norte em busca dos dois, percorreu de barco o mesmo caminho feito por eles, mas até agora ninguém foi encontrado.

Em nota, o Ministério da Defesa afirmou que tanto a pasta quando as Forças Armadas “estão prestando o apoio necessário nas buscas aos desaparecidos”.

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *