EUA seguirão com reabertura de missão palestina em Jerusalém, diz Blinken Por Reuters

0 26

© Reuters. Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Washington
28/09/2021 Olivier Douliery/Pool via REUTERS

Por Humeyra Pamuk e Matt Spetalnick e Daphne Psaledakis

WASHINGTON (Reuters) – O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, afirmou nesta quarta-feira que o governo Biden pretende levar adiante seu plano de reabrir o consulado de Jerusalém que tradicionalmente se envolve com os palestinos, apesar da oposição israelense.

Blinken reiterou uma promessa que ele fez meses atrás sobre o restabelecimento do consulado, que há muito era uma base para a divulgação diplomática dos palestinos antes de ser fechado pelo antecessor do presidente Joe Biden, Donald Trump, em 2018.

Mas Blinken, falando em entrevista coletiva em Washington com o chanceler israelense, Yair Lapid, e o xeique Abdullah Bin Zayed Al Nahyan, dos Emirados Árabes Unidos, não chegou a definir uma data para a reabertura do consulado, que prejudicaria as relações com o novo governo de Israel.

“Vamos avançar no processo de abertura de um consulado como parte do aprofundamento desses laços com os palestinos”, disse Blinken no Departamento de Estado.

O governo Biden tem buscado reparar as relações com os palestinos que foram gravemente prejudicadas sob Trump.

O consulado foi incluído na embaixada dos EUA que foi transferida de Tel Aviv para Jerusalém em 2018 por Trump – uma reversão da política norte-americana de longa data aclamada por Israel e condenada pelos palestinos.

O governo Biden diz que vai reabrir o consulado enquanto deixa a embaixada no local.

Israel considera toda Jerusalém como sua capital. Os palestinos querem Jerusalém Oriental, capturada por Israel em uma guerra de 1967 junto com a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, como a capital do estado que buscam.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.


Receba gratuitamente o Guia Prático do Bitcoin.

Credit: Fonte

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.