ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

EUA conseguiram canal direto com Israel para discutir morte de civis em Gaza

Tagreuters.com2024binary Lynxmpek0o0x5 Filedimage.jpg

Compartilhe:

Os Estados Unidos realizaram um canal com Israel para discutir suas preocupações em relação ao conflito em Gaza em que civis foram mortos ou feridos pelo Exército israelense e instalações civis que foram atacadas, disseram duas autoridades norte-americanas com conhecimento do assunto à Reuters.

O canal foi aberto após uma reunião neste mês entre o secretário de Estado americano, Antony Blinken, e o gabinete de guerra de Israel, durante a qual Blinken expressou preocupação com os relatos “constantes” de ataques israelenses que ou atingiram localizações humanitárias ou resultaram em um alto número de mortes civis.

Na reunião, Blinken disse ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ao ministro da Defesa, Yoav Gallant, e ao ministro Benny Gantz que Washington pediu saber “quais são as respostas” a relatos de ataques e apresentados abrir um “canal confiável” para que os Estados Unidos possam levantar essas questões regularmente com israelenses, disse uma das autoridades norte-americanas.

A existência dessa iniciativa ainda não havia sido publicada e as autoridades americanas pediram anonimato para discutir os detalhes delicados em torno dela.

O canal surge como uma resposta à pressão crescente sobre o governo Biden pelo número elevado de vítimas civis palestinas da campanha de Israel contra o Hamas, que matou mais de 25.000 pessoas, segundo o Ministério da Saúde de Gaza, que é controlado pelo Hamas, e deixou milhões desabrigadas.

Enfatizamos também a frustração de Washington com a falha de Israel em aliviar o sofrimento da população civil, privada desde meados de outubro da maior parte da ajuda humanitária que antes chegava a Gaza e do tratamento médico adequado para mais de 62.000 pessoas que foram feridas.

Por meio do canal, que já está ativo, o governo dos EUA leva aos israelenses “as preocupações com incidentes específicos” relacionados à campanha militar de Israel em Gaza, disse outra autoridade norte-americana. Os israelenses investigam e fornecem feedback aos EUA.

Fonte

Leave a Comment