ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Etarismo: Vamos eliminar essa ideia?

Matt Bennett 78htqvjyms4 Unsplash.jpg

Compartilhe:

“Nossa, você nem parece ter a idade que tem”

“Como está conservado (a)!”

“Está ótima para a idade que tem”

“Desculpe te perguntar, mas quantos anos você tem”

Se você já falou algumas dessas frases, retire-as do seu ansioso ou fique atento a isso. Essas frases são etaristas, motivadas no julgamento da aparência ou capacidade de uma pessoa por conta da idade dela. E isso é etarismo. E é justamente disso que vamos falar aqui hoje.

O etarismo ou ageismo é o preconceito e o percebido por conta da idade de uma pessoa. É aquele pensamento que não cabe mais de que as pessoas idosas não têm capacidade para desenvolver algo ou deveriam ter outra aparência ou como se apenas pessoas não idosas devam ser consideradas na sociedade.

Bom que fique claro que, se você ainda não chegou aos 60 anos, um dia estará lá e a estatística brasileira calcula que você deva viver por muitos anos. Isso porque a população brasileira está envelhecendo cada vez mais. Segundo o IBGE, nos últimos dez anos, o número de brasileiros com 60 anos ou mais passou de 11,3% para 14,7% da população.

Por isso, diante de uma população que envelhece a cada ano e com mais qualidade de vida, é mais do que na hora de quebrar velhos estereótipos, como o de que o envelhecimento é sinónimo de dependência. Pessoas idosas podem, são e têm o direito à autonomia, liberdade, autonomia, a uma vida sexual ativa, ao lazer, ao trabalho…

Então, acabe com as ideias ou falas etaristas que você falou por aí ou ouviu por aí. Ajude a propagar o respeito às pessoas idosas – e, caso você ainda não seja uma, pense que a ação de hoje pode te ajudar muito no seu amanhã.

Fonte

Deixe um comentário