ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Enchentes no RS são lembretes de efeitos caóticos da crise climática, diz ONU

Tagreuters.com2024binary Lynxmpek460k2 Filedimage.jpg

Compartilhe:

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lamentou nesta quarta-feira (8) a destruição e as mortes causadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Ele também afirmou que equipes da organização internacional estão de prontidão para auxiliar o Brasil.

Além disso, Guterres disse que as inundações no estado gaúcho são um “lembrete dos efeitos devastadores da crise climática”, voltando que a comunidade internacional atue para “contra os efeitos caóticos das alterações climáticas”.

A declaração foi compartilhada em comunicado de Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral.

Leia a nota completa de Guterres:

“O Secretário-Geral está profundamente entristecido pela perda de vidas e pelos danos causados ​​pelas fortes chuvas e inundações no Sul do Brasil.

Ele expressa suas condolências e solidariedade ao governo e ao povo do Brasil, bem como às famílias das vítimas.

A equipe das Nações Unidas no terreno está pronta para ajudar o povo do Brasil neste momento difícil.

O Secretário-Geral observa que as catástrofes como este são um lembrete dos efeitos devastadores da crise climática nas vidas e nos meios de subsistência. Reitera o seu apelo a uma ação internacional rápida para conter os efeitos caóticos das alterações climáticas”.

Destruição e mortes no RS

As enchentes no Rio Grande do Sul causaram ao menos 100 mortes. Além disso, 374 pessoas ficaram feridas e 130 estão desaparecidas, segundas informações do governo estadual até a noite desta quarta.

Das 497 cidades gaúchas, 425 foram afetados, o equivalente a 85,5% do total, de acordo com dados da Defesa Civil.

Ao todo, 1.476.170 pessoas foram afetadas, sendo que 163.786 estão desalojados e 67.428 estão em abrigos.

O nível do lago Guaíba, que atingiu números críticos e inundou a capital Porto Alegre, baixou cerca de 20 centímetros nas últimas 24 horas, trazendo um rompimento para a região.

Ainda assim, bairros inteiros estão alagados e as autoridades se mobilizam para conseguir atender as pessoas afetadas. Meteorologistas alertam para chuvas de alta intensidade até o final da semana.

Fonte

Leave a Comment