ÉTopSaber Notícias e Criptomoedas

Redes sociais

Dez leões são mortos no Quênia em conflito entre humanos e animais selvagens

Quenia Leao .png

Compartilhe:

Dez leões foram mortos no sul do Quênia na semana passada, incluindo seis apenas no sábado (13), à medida que o conflito entre humanos e animais selvagens na região, segundo informações do aumento Serviço de Vida Selvagem do Quênia (KWS).

Este é “um número extraordinariamente grande de leões a serem mortos de uma só vez”, disse um porta-voz do KWS à CNN neste domingo (14).

Isso ocorre depois que os conservacionistas anunciam a morte de um dos leões mais antigos da África, Loonkiito, aos 19 anos de idade no início desta semana.

O leão que estava faminto saiu de uma área protegida e entrou em um curral de gado”. Ele foi morto pelo dono do gado, de acordo com a organização de conservação Lion Guardians.

A organização disse que o fim de uma seca é comumente marcado por um aumento do conflito entre humanos e leões, uma vez que as presas selvagens se tornam mais difíceis de caçar. Os criadores de gado são vigilantes após perderem tantos animais. O Quênia vive sua pior seca em 40 anos.

Os seis leões que morreram no sábado mataram 11 cabras e um cachorro, informou o KWS em um comunicado à imprensa no sábado.

Os leões faziam parte do ecossistema Amboseli do condado de Kajiado, uma reserva da Unescoperto do Monte Kilimanjaro, segundo a ONU (Organizações das Nações Unidas).

O KWS organizou uma reunião no sábado com a presença de moradores e funcionários do governo para discutir os recentes assassinatos.

“As discussões centraram-se na exploração de formas de minimizar o risco de conflito entre humanos e animais selvagens, incluindo o desenvolvimento de sistemas de alerta precoce para alertar as comunidades sobre a presença de vida selvagem nas proximidades”, disse o KWS.

“Outras discussões centraram-se no quadro mais amplo de explorar o conflito homem-vida selvagem no contexto dos meios de subsistência da comunidade e na partilha de benefícios para uma coexistência harmoniosa na comunidade aberta e nas paisagens da vida selvagem”, acrescentou.

Fonte

Leave a Comment